sábado, 25 de março de 2017

Do amor e da vida

Nossas bodas de um porvir não mais tão distante marcarão uma virada em nossas vidas
Embora ainda cinco, nos tornaremos três. E sem deixar de amar três, teremos ainda por um tempo somente um. Choraremos. Semearemos.

Um virará dois, e estes serão um. E nos alegraremos. Colheremos frutos do amor.
Bodas de uma vida. Atribulada e imensamente feliz. Muitas lágrimas adubaram o solo do nosso percurso, mas não nos impediram de prosseguir. E nos fizeram florescer.

Nossa árvore tem três frutos diversos entre si, igualmente carregados de amor e medo por não estar fazendo o que deve ser feito para que sejam livres.

A separação desses frutos do nosso tronco será feita com dor e amor. Cada um seguirá seu destino. Os três. Mas a despedida de dois mais maduros já tem tempo marcado, ainda sem dia e hora para que suportemos. Talvez por isso o Eterno nos tenha dado o fruto ainda pequenino.

Serão tempos maravilhosos também. Haverá amor. A paz, tenho certeza de que virá do Alto, pois serão tempos igualmente difíceis e continuaremos todos peregrinos.

E assim seguiremos. Até branquear de vez nossas cabeças e estivermos no quintal de casa felizes, abraçando os lindos frutos dos nossos frutos. E nossa árvore da vida estará completa.

Crica Viegas

Nenhum comentário: