sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

O QUE DEIXEI PRA TRÁS EM 2010

Blogosfera linda!

Obrigada pelas orações e pela energia positivíssima, meu filhote já tá em casa e bem, graças a Deus!

Bom, vambora blogar sobre o tema rs:

O que deixei pra trás em 2010:

-Quilos 
-Amor não correspondido
-Planos não concretizados
-Tristezas desnecessárias
-O sedendatismo (começo minha hidro power essa semana!)
-Briguinhas que não resolvem a vida
-Desesperança em termos de não voltar mais a estudar: tô fazendo pós!!!!
-Amigos que não eram na verdade amigos
-Picuinhas familiares
-Tentativas de me comunicar com quem não quer
-A crença na política (descreditei total)
-O hábito de ver tv além do que é preciso: tô lendo muito mais!
-Muitos medos, mas não todos ainda
-A culpa por fazer coisas só pra mim: eu mereço, já que cuido de uma família enorme!
-A necessidade de ter roupas demais no armário: me desfiz de metade do que tinha e doei
-A necessidade de ter minha opinião ouvida sempre: sou meio intransigente e tô mudando!
-O mal estar de querer ficar sozinha: amo ficar comigo, apesar dos filhos!
-Pessoas que não me querem como amiga: tem gente que quer!

Enfim, acho que essa lista não acabaria tão cedo.
Deixei pra trás muitas coisas e pessoas que me faziam mal, sugavam minha energia emocional, e tô procurando ser melhor pra mim pra poder ser melhor pors outros. Afinal, "ama ao teu próximo como a ti mesmo."
E então vou me amar e me cuidar, que 2011 vai ser pauleira!!!!

rsrsrsrs

Esse ano ainda passo aqui...rsrss

FUi!!!!!!

domingo, 5 de dezembro de 2010

IMPORTANTE: LEIA COM ATENÇÃO

Aproveitando um soluço de lucidez da internet, estou publicando informações inportantíssimas comprovadas cientificamente e tranformadas em gráficos pra vc, eu e todos os cidadãos comuns entenderem aspectos confusos da realidade. Aí vai:






























































P.S.: Recebi por email. Gostaram? Muita gente deve até ter recebido também, mas sempre vale a pena rir um pouco. Rs
Fui!!!






segunda-feira, 1 de novembro de 2010

NÃO SOU UMA PESSOA SUAVE

Já explico.

O meu post anterior sobre política pode ter parecido estranho pois aqui no blog todos vêem o meu lado mais extrovertido. Mas não sou só isso.

Nunca fui conhecida por ser uma pessoa suave, mansa, virtudes estas que persigo de um tempo pra cá. E por quê?

Porque acho que devemos exercitar lados nossos que existem, mas que não aprendemos a lidar com eles, ou que não temos, mas desejaríamos ter.

Nunca fui uma pessoa suave. E essa aspereza por muitas vezes também me machucou bastante. E por isso, na casa lá dos 30, que no meu caso já vai mais longe do que eu gostaria, resolvi recorrer à terapia para exercitar coisas e me descobrir mais.

Confesso que tem sido bem doloroso, pois ainda me submeto a sessões com um terapeuta , mas também acho que as perdas e ganhos foram todos no fim das contas benéficos pra mim.

Mas estou em busca de mim. Às vezes me arrepio com o que encontro no caminho: uma pessoa intransigente, assassina de opiniões alheias, seca e durona. Mas sou eu. E estou em constante transformação.

Aí mais adiante encontro a Crica engraçada, que todos gostam (ou não rs), mas a vejo triste e escondendo-se do mundo. A Crica palhaça também se cansa do picadeiro às vezes. Como eu disse, é um constante processo de mudança e ela volta a sorrir.

O fato é que tenho procurado ser mais mansa, mais bem resolvida, mais ouvinte, ou até mais algo que apareça no meio do caminho.

Mas eu não páro. Não sei se para o bem ou para o mal, mas espero que para o bem de todos e felicidade geral da nação chamada Cristina Viegas.

Té mais!

domingo, 31 de outubro de 2010

AGORA TEMOS UMA "PRESIDENTA"

Bom, gente. Eleição acabou, coisa já do passado recente, e ganhamos "uma presidenta" de presente. Pode ser presente de grego. Ou não. Sei lá.

O fato é que esse ano com "nunca antes na história desse país" eu não votei. Em ninguém. Não senti vontade, não senti prazer e muito menos obrigação só pra não deixar a oposição ou quem quer que seja ganhar o pleito. Como cidadã me achei no direito de não votar em quem não sinto confiança. Pra mim essa coisa de que tem que votar é furada. Voto se quiser. E eu não quis.

Agora temos uma mulher no poder máximo do executivo brasileiro. Gostando dela ou não, em termos sócio-histórico-políticos isso é um avanço na jovem democracia brasileira. Mas vamos ver no que vai dar.

Sei que muita gente acha a "nossa mais nova aquisição política" sem sal nem açúcar, ou autoritária, ou sei lá o quê. Eu nem sei o que acho. Simplesmente pela primeira vez não achei que valesse meu voto na briga democrática. Pode ter sido a doença, a depressão, a falta de vontade de tudo aqui dentro de mim, mas o que mais me deixou com a consciência política tranquila esse ano foi me abster, coisa que não é nem delonge a minha prática. Me surpreendi com minha atitude. Quem sabe tenha sido melhor assim.

Só que, apesar de discordar, não quero iniciar o novo ano eleitoral maldizendo, praguejando, esbravejando. Tô tentando ser light numa selva que só ganha quem tem cacife, e o meu não é dos maiores, digamos assim.

Bom, é isso. Acho que consegui expressar minha opinião sem ferir ninguém aqui na blogosfera. Por isso não postei nada durante o processo, não queria ser mal interpretada e ferir meus queridos e queridas de alguma forma. Pode parecer "em cima do muro"? Que seja, esse aqui é o meu espaço e acho que poso falar com toda a educação que mommy me ensinou o que penso a respeito da vida.

Parabéns pra quem abraçou o projeto que ganhou e quem não abraçou, vamos ver como é que fica.

Fui!!!!!

domingo, 17 de outubro de 2010

ELEIÇÃO 2010: O QUE VOCÊ ACHA DISSO?


Marina Silva e PV anunciam posição de 'independência' no segundo turno

De 80 votantes, 76 optaram por 'independência', informou partido.Em discurso, senadora criticou 'dualidade destrutiva' entre PT e PSDB.

A senadora Marina Silva e Partido Verde anunciaram neste domingo posição de "independência" em relação à disputa do segundo turno da eleição presidencial entre Dilma Rousseff (PT) e José Serra (PSDB).

No primeiro turno, Marina, candidata a presidente pelo PV, obteve 19,6 milhões de votos, quase 20% dos votos válidos. O apoio dela e do PV era cobiçado por
Dilma e por Serra, que enviaram cartas à senadora destacando afinidades entre pontos dos planos de governo.

Durante a reunião plenária do PV neste domingo em São Paulo que decidiu pela 'independência', Marina leu uma carta aberta a Dilma e Serra, em que afirma que essa é posição que melhor pode contribuir para o processo eleitoral.

Em discurso, a ex-presidenciável fez críticas ao que chamou de uma "dualidade destrutiva" entre PT e PSDB, comparada por ela às oposições entre MDB e Arena no regime militar e a republicanos e monarquistas no período imperial.

A posição defendida por Marina Silva foi semelhante à de varias lideranças do PV que discursaram antes dela na reunião plenária. De acordo com o presidente nacional do PV, José Luiz Penna, dos 80 votantes na plenária, 65 eram delegados do partido e 15, representantes da sociedade. Segundo Penna, dos 80, quatro não votaram pela posição de "independência".

Durante entrevista coletiva após a reunião, Marina Silva afirmou que a "independência" aprovada pela plenária não é neutralidade e que, "como cidadão", o militante do partido poderá manifestar no segundo turno a posição pessoal em favor de um ou de outro candidato, desde que não utilize símbolos do partido.

O vice-presidente do PV, deputado federal eleito Alfredo Sirkis, disse que o militante terá "toda a liberdade" de aparecer em programas de TV, subir em palanques e fazer declaração de voto, mas sem atribuir a si mesmo a qualificação partidária de integrante do PV. "É uma posição de cidadão, enquanto eleitor", afirmou.

Indagada em quem votará no segundo turno, Marina Silva preferiu não revelar. "O voto é secreto e eu vou reservar esse direito de eleitora que eu tenho", declarou.

E agora. Brasil???
Pelo menos eu, Crica Viegas, acho que foi a coisa mais ética que eles poderiam ter feito.
E você, o que acha disso?

quarta-feira, 6 de outubro de 2010

UMA FOLGUINHA PRA IR AO SALÃO

Pois é...

Tô mega enrolada, mega atarefada, mas minhas pobres e quebradiças unhas semi-roídas (deixei pra manicure um pouquinho de alegria) não tem culpa.

Deixei um pouco os textos e a casa de lado e vou ali fazer minhas unhas: pé e mão já!

O pés no inverno ficam igual a dois cascos, porque a gente só anda de sapato fechado e vai deixando a coisa tomar proporções que nem sei... é capaz de um dia o marido virar na cama e achar que tá dormindo com o abominável homem das neves!!! Ai, que nojaaaaaaaaaaaaaaa!!!!

Mas agora, primavera chegou, esse odioso horário de verão que vem aí - foi um ser malévolo quem criou isso - e aí, gentem: pés à mostra..tem que fazer o pé, não sobra outra alternativa.

Feriadão chegando e a melhor notícia: minha mãe vai viajar!!!!!!

Ebaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa

Sem mãe no quarto ao lado teremos noites selvagens aqui !

Hhahahaahahahaahahahahaah

Té mais!

Fui!!!!

domingo, 3 de outubro de 2010

"ELEISSÃO"

Essa é a eleição de gente mais despreparada que já vivi desde minha remota juventude...

Você já votou hj?

Vai votar?

Pois eu não.

Estou em município diferente de meu domicílio burro-eleitoral, e vou justificar.

Mas eu pergunto: Justificar ou quê? Pra quem?

Eu é que preciso me justificar de alguma coisa? Numa "eleissão" analfabeta onde a gente ou escolhe o palhaço ou escolhe o ladrão...ou ainda, pode escolher o idiota...fica a nosso critério

Como não tô a fim messsss de deixar minha digital política-analfabeta em qq urna dos quintos infernais, mirrecuzo a participar. Mas isso é pessoal, ok???

Nada de campamha. Cada um tem o seu direito. E ponto. O meu é não. E ponto.

Fui!!!!

P.S.: Meio que sumi pois tô enroladésima com pós-graduação, póa-marido, pós-prole e pós-compactos-bege-pra-pele...rsrs

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

PÓS-GRADUAÇÃO: LÁ VOU EU

Genteeeeeeeeeeeeee

Passei no processo seletivo da UFF pra Pós-graduação em Administração Públicaaa!!!!

Ebaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa!!

Bom, eba pra mim, né,que sei que esse assunto não é embratel 21 mas é chato pra caramba...rs

Mas enfim...entrei meio no "vamos ver no que vai dar" porque eu tô fora da Universidade há muiiito tempo...E aí deu nisso: de 84 candidatos eu fiquei em 15 na redação e em 21 (de novo? rs) na classificação final, onde só entraram 38...até que nem fui mal, eu acho, pro tempo que tô sem ver esses assuntos...

Foi um processo seletivo porque foi feito um plebiscito que resultou na proibição da UFF de ministrar cursos pagos daqui por diante...todas a pós e MBAs terão que ser gratuitos por meio de processos seletivos...será que vai acontecer mesmo? Não sei... Sabem que quem manda no mundo é o danado do dinheiro né...

Só sei que a faculdade de Administração saiu correndo e fez um concurso e cá estou eu a comemorar a minha forca...não esqueci o cedilha não...é forca mesmo...rs

Não sei se fico feliz ou se me borro toda de medo da monografia que terei que entregar daqui a um ano...mas até lá a gente cai mas levanta...e levanta Fashion!

Fui!!!!

quinta-feira, 23 de setembro de 2010

GREVE DE- MENTE

Apagão total das idéias...

Não tem greve de ônibus? greve de sexo? Greve de funcionário público?

Pois é...

Minha mente resolveu "sirrecuzzar" (assim mesmo) a funcionar e não consegui postar nada que prestasse essa semana.

Sabe quando vc quer falar algo que colabore, que contribua para o bem da humanidade mas sua cabeças só pensa nada?

Queria eu estar aqui falando do planeta, das questões amorosas, filosóficas, e até mesmo do dia a dia...mas não consegui concatenar nada que se aproveitasse.

Será que esse apagão de-mente vai durar muito? Alice me perturbou essa madrugada, acreditam?

"Vai, Crica...escreve um conto aí..."

"Me deixaaaaaaaaaaa...preciso dormir que Inessa fez 'serão' noite passada"...

Vontade de mandar Alice e Beto arderem no mármore, gente chata! Já basta meu rivotril diário, e ainda fico ouvindo vozes..acho que tô piorando, ou pirando. Rs

Queria muito falar coisas sempre com sentido, sempre dignas de alguém parar, escutar e pensar, mas não é assim, né messss?

De vez em quando acho que até o território das idéias entra em greve...o meu quer se juntar ao meu pique e pegar uma senha pra se jogar da ponte Rio-Niterói, mas não sabe nem em que sentido da mureta vai se lançar... preguiça total de-mente...rs

E enquanto a greve não dá uma trégua, vou falando palhaçada pra não parecer que eu morri aqui...rs

Fui!!!!!

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

DERMOGRAFISMO - O MOTIVO DO SUMIÇO

É isso mesmo. Essa palavra estranha surgiu na minha nada mole vida de forma inesperada...

Comecei a ter uma crise de coceira insuportável há um tempo atrás, nem dormi por conta disso, Gustavo não pode trabalhar e teve que me levar a uma alergista. Minhas pernas braços, barrigas e costas pareciam jogos da velha...e eis que veio o diagnóstico: dermografismo...

A médica me disse que é por estresse, não é contagioso, mas bem chatinho de tratar...e agora estou com uma nova crise: ela começa com uma coceira terrível nas mãos que, se fosse dinheiro eu estaria milionáriaaaaaaaa

Minhas tatuagens vão ficando em relevo, pareço um X-Men (woman?) que parou no meio da transformação... vou ver se arranjo emprego no circo pelo menos pra pagar o antialérgico que, por sinal, me apaga...fico deformada e parecendo que bebi todasss

Deve ter um lado bom isso, mas ele tá brincando de "piquessesconde". Nunca entendi esse termo...é o pique que se esconde? Bom, falando em pique, o meu não se escondeu...ele se suicidou! Pegou ma senha e se jogou da ponte Rio-Niterói...pelo menos morreu num ponto turístico nacional..hahahaahahh

Cruz credo!

Ô coisa terrível essa coceira, pareço uma chimpanzé...rsrs

Aí fui na net buscar umas definições, algo pra me clarear a mente em relação a isso... Uma das definições desse mal estar é essa, feita por um médico da USP:

"Existem várias formas de urticária. Temos a urticária verdadeira em que a pessoa olha e surge aquela pábula vermelha e mais quente que coça e tem uma infinidade de causas como por alimento, estresse ou doenças. Então o médico investiga tudo e faz, inclusive, testes. Existe ainda um tipo de urticária que nós chamamos de factícia ou urticária falsa e é ocasionada por um atrito na pele, por isso recebe o nome de dermografismo, ou seja, ato de escrever na pele. A causa mais comum do dermografismo ao meu ver, é o estresse e não é o estresse pelo sistema nervoso. É uma fadiga física, ou seja, o paciente trabalha demais inicia numa fadiga física e depois mental. A causa mais provável nos últimos trabalhos, é que na microcirculação que nós temos debaixo da pele, ou seja, os pequenos vasinhos que deveriam estar fechados, com o tempo e a fadiga vão se abrindo e ao tocar naquela região, a pele já fica vermelha. Você usa um cinto apertado, ou a moça um sutiã, aquilo ali fica marcado e dá uma urticária por pressão. Na França tivemos em novembro, um simpósio sobre o dermografismo e mostrou que temos que usar antiestamínicos que passam pela barreira emoencefálica, ou seja, vão lá no cérebro, o paciente fica relaxado e há cura em 90% dos casos. Os 10% restantes são associados a outros remédios, chegando a 98%, sendo que 2% não têm cura."

Só espero que eu esteja nos 98% dos casos, né... Mas acho que não, pois já tratei e a mardita coceira voltou...

Deve ter sido a ansiedade de espera da prova que eu fiz, mas fazer o quê?

Como dizia meu avô, só dá em quem tá vivo...rs

Fui!

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

DEIXANDO A ENERGIA FLUIR

Estou vivendo um período esquisito. Muita vontade de mudanças, como nunca antes.

Algumas coisas não dependem de nós pra mudar, mas o que depende de mim tenho corrido atrás do prejuízo. Acho que fazer 40 anos me deu uma crise, sei lá.

Como falei , fiz uma prova no domingo. Foi um processo seletivo pra uma pós gratuita na UFF em Administração Pública. Sempre gostei desse assunto, trabalhei ano passado em uma prefeitura (onde conheci minha bebê), e sempre gostei de estudar. Tinha meio que sublimado isso, mas a vontade está lá...sempre latente.

Esse ano foi o pior da minha vida no transtorno do pânico. Só fiquei com algo parecido em 2006, quando meu pai morreu. Mas tô lutando ferozmente.

Tô fazendo terapia again, coisa que eu adoro rs , gosto mesmo. Alguém além de nós mesmos precisa ver nossos monstros pra a gente saber que não está louco sozinho.

Diminuí um pouco meu trabalho na igreja, que tava me sobrecarregando muito. Isso sinceramente eu não fiquei feliz em fazer, mas a minha "piora" me fez desacelerar em algumas coisas.

O tratamento tá indo bem, tô melhorando, mas engordando por conta de tanto remédio. Tô bem chateada com isso. E já vou começar minhas atividades físicas que eu odeio, mas é matar ou morrer agora.

Fim de semana foi de backup no computador e limpeza geral de arquivos. Tô aqui postando e o computador só tá com o essencial, nem som ainda instalado de novo tem.

Fim de semana foi de limpeza geral em livros de colégio de filho. Limpei todos os armários e estantes e doei um bocado de coisas. O varredor da minha rua vem amanhã pegar o restante dos livros pros seus netos. Que bom. Conhecimento é feito pra ser doado e dividido.

Hoje resolvi atacar meu guarda-roupa. Metade foi embora. Metade mesmo, não é força de expressão. Não quero guardar mais nada por ansiedade ou por achar que ainda vou usar. Vou usar nada...no fundo eu sei, e resolvi deixar a energia circular por aqui.

Minha mãe tá assustada, meu marido tá achando que vou jogar ele fora também (rs), já que dei 3 gatos e 2 cachorros porque não aguentava mais tanto trabalho. Não teho empregada, um quintal de 400 metros quadrados e tenho bebê. Já dá pra imaginar quem ia embora e quem ia ficar. Agora só tenho uma cã (rs) e duas gatas, Britney e Madona. Podem rir. Eu mesma que escolhi o nome, e olha que uma tem 9 e a outra tem 8 anos.

Cortei o cabelo como na foto lá em baixo, tosei. Só não pude ainda pintar. O que quero fazer vai esperar um pouco já que tenho que deixar o cabelo na cor natural pra não sacrificá-lo ainda mais. Lá pra janeiro, quem sabe.

Bom, é isso.

Vou esperar os homens daqui aprontarem o pc pra eu voltar nos blogs das queridas e queridos e poder comentar, função essa que travou aqui na máquina, por isso parece que sumi. Mas não. rs
Só no blog da Mila (será que é porque ela é minha parentaaa???) e no de uma amiga dos EUA eu consegui tecer comentários. Nos outros, no way. Espero que isso volte logo, pois odeeeio não poder falar do que leio pela blogosfera.

Beijos e beijos.

Fui!!!

quinta-feira, 9 de setembro de 2010

SUMIÇO

Oi gentemmmmmmmmm

Passei aqui rapidamente pra explicar meu sumiço...rs

Tô estudando pra um processo seletivo que farei no domingo, porisso estou entre textos e mais textos, papéis que não parecem ter fim...rs

Com casa, bebê e concurso público, imaginem a cena: ante-sala do infernooo!!! rsrssrsrsrsr

Beijos e volto logo!

Ah, e meu amado computador, internet, browser, whatever não tá deixando eu comentar em nada...tô p da vida!



Fui!!!!

terça-feira, 31 de agosto de 2010

SETEMBRO DE LEMBRANÇAS

Lendo o post da Glorinha me lembrei de uma música que amo e embalou parte da minha adolescência, quando sentávamos nas rodas de violão cantando Clube da Esquina.

A música é Sol de Primavera, e me lembro que fazia parte de uma novela bem antiga da Globo chamada Marina, com a atriz Denise Dumont. Credooooo...rsrs...do baú total...rsrsrs

Não sei de que ano é, mas taí a canção linda pra gente relembrar:

Quando entrar setembro e a boa nova andar nos campos
Quero ver brotar o perdão onde a gente plantou juntos outra vez
Já sonhamos juntos semeando as canções no vento
Quero ver crescer nossa voz no que falta sonhar
Já choramos muito, muitos se perderam no caminho
Mesmo assim não custa inventar uma nova canção que venha nos trazer
Sol de primavera abre as janelas do meu peito
a lição sabemos de cor
só nos resta aprender...




quinta-feira, 26 de agosto de 2010

O AMOR PODE TUDO




Fonte: globo.com





"Que o toque e o cheiro da mãe são importantes para o bebê não é novidade. Mas podem ser mais poderosos do que você imagina. Uma mãe australiana contou como o toque trouxe seu bebê de volta à vida. Os médicos falaram que Jamie Ogg não tinha nenhuma chance de sobrevivência quando ele nasceu prematuro de 27 semanas, pesando apenas 900 gramas. Enquanto sua irmã gêmea, Emily, conseguiu sobreviver, Jamie lutou por vinte minutos, mas foi declarado morto pelos médicos. Eles o entregaram à mãe Kate para que ela e o pai David se despedissem.

Quando recebeu a notícia que seu filho não tinha sobrevivido, Kate desenrolou Jamie do cobertor, colocou perto de seu peito e começou a conversar com ele. "Ele era muito mole. Seus pequenos braços e pernas estavam apenas caindo fora de seu corpo. Dissemos a ele qual era seu nome e que tinha uma irmã”, disse. Depois de duas horas de conversar com o filho, tocá-lo e acariciá-lo, ele começou a mostrar sinais de vida. Em seguida, após sua mãe colocar um pouco de leite materno no dedo e dar a ele, o bebê começou a respirar.

Kate tem certeza de que o contato "pele-a-pele" no seu caso foi vital para salvar seu filho doente. O método conhecido por ‘mãe canguru’, que também é aplicado em hospitais brasileiros, supõe que as mães se tornem incubadoras humanas, mantendo o bebê aquecido. Sabe-se que os bebês de baixo peso que são tratados desta maneira possuem menores taxas de infecção, padrões de sono melhor e menor risco de hipotermia. Mas casos como o de Kate desafiam a ciência.
"


Precisa dizer mais?

quarta-feira, 25 de agosto de 2010

FUNCIONA MESMO?????






A marca de brigadeiro gourmet Maria Brigadeiro resolveu criar um “remédio” que irá combater qualquer tipo de tensão pré-menstrual, a famosa e temida TPM. Em forma de caixa de remédios, o TPM Alívio tem oito brigadeiros de diferentes sabores.

+ Chocolates de luxo “realizam desejos”

A brincadeira de apaziguar o mau humor com o doce de chocolate foi ideia da proprietária Juliana Motter, autora de "O Livro do Brigadeiro". "Sempre funciona", afirma.

A caixa está à venda por R$ 30 na loja do ateliê.



Bom...meu médico me receitou um remédio de emergência mas disse ao meu marido, que foi comigo na consulta que eu passarei, nós passaremos, ele passará (ou passarinho, vai sair voando vazado...rsrssrsr)por uma, digamos, TPM que vai durar um mês...

Heinnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnn?????

Quero trinta caixas desse brigadeiroooooooooooooooooooooooo!!!!!!

E mais trinta depois que ficar sem maridoooo..HAhhaahahahaahahaha

segunda-feira, 23 de agosto de 2010

HÁ TEMPO - update

Nos dias de hoje, em que nos atropelamos a nós mesmos com nossa ansiedade, esses provérbios escritos pelo Rei Salomão são bem propícios.

Leia com atenção e pense se pelo menos uma frase não tem a ver com você ou algo que possa ter passado pela sua vida.




Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo propósito debaixo do céu:

há tempo de nascer e tempo de morrer; tempo de plantar e tempo de arrancar o que se plantou;

tempo de matar e tempo de curar; tempo de derribar e tempo de edificar;

tempo de chorar e tempo de rir; tempo de prantear e tempo de saltar de alegria;

tempo de espalhar pedras e tempo de ajuntar pedras; tempo de abraçar e tempo de afastar-se de abraçar;

tempo de buscar e tempo de perder; tempo de guardar e tempo de deitar fora;

tempo de rasgar e tempo de coser; tempo de estar calado e tempo de falar;

tempo de amar e tempo de aborrecer; tempo de guerra e tempo de paz.


Tudo isso aí tem a ver comigo, mas acho que estou no tempo de calar. Calar minha alma. Pois o excesso de palavras e pensamentos acabou por potencializar minha ansiedade e tudo se tornou pesado demais pra mim.

Então eu páro e procuro esvaziar a minha mente. Quase impossível. Minha cabeça ferve.

Mas não desisto da procura pela ausência das palavras e dos pensamentos, para com isso aquietar minha alma.

E por não desistir, quem sabe eu consiga o silêncio reparador da vida.


Fiquei pensando demais na música do Renato Russo, que embalou minha adolescência e serve como uma luva pra esse post, por isso o update:


Parece cocaína
Mas é só tristeza
Talvez tua cidade
Muitos temores nascem
Do cansaço e da solidão
Descompasso, desperdício
Herdeiros são agora
Da virtude que perdemos...

Há tempos tive um sonho
Não me lembro, não me lembro...

Tua tristeza é tão exata
E hoje o dia é tão bonito
Já estamos acostumados
A não termos mais nem isso...

Os sonhos vêm e os sonhos vão
E o resto é imperfeito...

Dissestes que se tua voz
Tivesse força igual
À imensa dor que sentes
Teu grito acordaria
Não só a tua casa
Mas a vizinhança inteira...

E há tempos
Nem os santos têm ao certo
A medida da maldade
E há tempos são os jovens
Que adoecem
E há tempos
O encanto está ausente
E há ferrugem nos sorrisos
Só o acaso estende os braços
A quem procura
Abrigo e proteção...

Meu amor!
Disciplina é liberdade
Compaixão é fortaleza
Ter bondade é ter coragem (Ela disse)
Lá em casa tem um poço
Mas a água é muito limpa...



Como diria Michel Jackson, This is it.

sábado, 21 de agosto de 2010

UM DIA FRIO

Ônibus lotado. Uma friagem danada e por isso todas a janelas fechadas. “Valha-me Deus” era a coisa mais leve que Alice podia pensar. Ela conseguiu um lugar entre uma janela e outra e sua claustrofobia tava dando um aviso: “tô chegando”.
Ela fez os exercícios de respiração que aprendeu na internet, fechou os olhos, tentou pensar em coisas boas. Algumas vieram à sua mente, como no dia em que seu namorado mendou três buquês de rosas pro seu trabalho. Ela sorriu sozinha, o cara do lado achou aquilo meio esquisito. Como alguém podia sorrir num ônibus todo embaçado cheio de gente tossindo e colocando outras substâncias esdrúxulas no ar viciado? Enfim, ele não tinha nada a ver com aquilo. Ela sorriu porque quis e pronto.
O trajeto não era longo, uns quinze minutos e ela estava no seu destino. Mas naquele dia frio o universo resolveu conspirar. Sim. Porque Alice tinha mania de perseguição e achava que absolutamente tudo estava contra ela. Até pra nascer deu errado, e teve que sair de fórceps, o que por pouco não afetou a aparência do seu rosto branco. Digressões e digressões povoavam sua cabeça já cheia de problemas.
O ônibus parou no meio da avenida, a chuva apertou um pouco, e começaram os comentários. “Caraca, será que essa gente não cala a boca? São seis e meia da manhã...gente chata”. Um acidente mais à frente causou uma parada no trânsito e o zum zum zum infernal começou. Todo mundo esticando o pescoço, pedindo pra abrir janela, povinho curioso e sádico.
O telefone tocou. Era Beto.”Oi meu amor, onde você está?”. Naquela hora ela pensou em dizer um impropério, mas Alice sabia que Beto era sensível, ainda mais tão cedo, podia desencadear alguma crise que duraria sei-lá-até-quando, porque ele tinha TOC.
Que dupla. Alice era bipolar e conheceu Beto numa sessão de terapia de grupo no Hospital de sua cidade. Claro que ia virar amor. Afinal, quem não se apaixonaria por um homem com mania de limpeza?? Tudo bem que Beto chegava a ser albino de tão limpo, mas ela adorava, pois ele em nada lembrava os fedorentos do seu pai e dois irmãos que morreram num acidente de carro anos antes. “Que Deus os tenha, e os lave”, ela sempre dizia dentro de si quando pensava neles.
Beto falou umas amenidades, era só saudade mesmo, afinal ele só tinha visto Alice na noite anterior e isso era muito pra ele. Chegava a ser angustiante. Mas ela gostava. Ela estava na fase da euforia, pois na fase depressiva ela queria matar e enterrar Beto numa banheira de água sanitária pra ele morrer feliz e limpinho como ele gostava. Mas ela estava bem, já tinha até sorrido seis e meia da manhã...
O acidente não foi grave e tudo se resolveu no tempo do telefonema de Beto, o que levou uns dez minutos. Ela deu graças a Deus quando saiu daquele ônibus morno e sofreu uma rufada de vento gelado no rosto.
Mais um dia estava começando.


Crica Viegas, inverno de 2010.

sexta-feira, 20 de agosto de 2010

MINHA AUTOESTIMA NÃO TÁ NA SUA ESTANTE

"Te vejo errando e isso não é pecado,
Exceto quando faz outra pessoa sangrar
Te vejo sonhando e isso dá medo
Perdido num mundo que não dá pra entrar
Você está saindo da minha vida
E parece que vai demorar
Se não souber voltar ao menos mande notícias
Cê acha que eu sou louca
Mas tudo vai se encaixar

Tô aproveitando cada segundo
Antes que isso aqui vire uma tragédia

E não adianta nem me procurar
Em outros timbres, outros risos
Eu estava aqui o tempo todo
Só você não viu

E não adianta nem me procurar
Em outros timbres, outros risos
Eu estava aqui o tempo todo
Só você não viu

Você tá sempre indo e vindo, tudo bem
Dessa vez eu já vesti minha armadura
E mesmo que nada funcione
Eu estarei de pé, de queixo erguido
Depois você me vê vermelha e acha graça
Mas eu não ficaria bem na sua estante

Tô aproveitando cada segundo
Antes que isso aqui vire uma tragédia

E não adianta nem me procurar
Em outros timbres e outros risos
Eu estava aqui o tempo todo
Só você não viu

E não adianta nem me procurar
Em outros timbres, outros risos
Eu estava aqui o tempo todo
Só você não viu

Só por hoje não quero mais te ver
Só por hoje não vou tomar minha dose de você
Cansei de chorar feridas que não se fecham, não se
curam
E essa abstinência uma hora vai passar..."


Essa música da Pitty reflete bem o que tô sentindo

Não tem hora que parece que vc sabe que a pessoa vai te perder mas que nada pode ser feito?

Na verdade, a perda é dupla, ou mútua: as duas pessoas se perdem uma da outra, e isso realmente acontece na vida real.

Nos perdemos de várias pessoas, mas tem umas que nos expulsam de suas vidas, outras a gente que manda sair...

Essa pessoa em especial já tá me perdendo...daqui a pouco não vou me sentir nem mais na obrigação de trocar uma única palavra.

É triste isso.

Mas eu tenho autoestima. E tem uma hora que digo "chega".


P.S. : Essa é a minha "tosca" participação na Blogagem Coletiva Sentimentos promovida pela Glorinha do Café com Bolo. Poderia ter sido melhor, mas não foi desta vez. Na próxima eu venho com um texto mais leve. Porque hoje tô com 100 Kg de aporrinhação.

segunda-feira, 16 de agosto de 2010

CONTOS DE ALICE

Ela já estava com um frio na espinha mesmo antes de sair do lugar. Não sei o que vim fazer aqui” era a pergunta que gritava silenciosamente. “Deixa pra lá, agora não dá mais tempo.” Parecia ter se conformado com o inveitável.

Todos a bordo. Um sonzinho estridente de pré-histeria que lhe cortava os ouvidos. Ela, por mais que tentasse ficar à vontade, não compartilhava daquela alegria pueril. E besta.

O carrinho começou a andar e o filme de sua vida começava a passar na sua cabeça no mesmo instante do “segurem-se todos que vamos voarrrrr!!!”. Ela não via a menor graça em voar. Não nasceu passarinho. Mas já que foi parar ali...

Impressionante como a sensação física de cada subida lenta se parecia com suas tentativas de vencer obstáculos internos. Em cada uma ela tinha a nítida sensação de que levava um ano pras coisas acontecerem , pra cada sonho se materializar. Mas não dava tempo. Vinha a ladeira enorme e tudo ia abaixo em questão de segundos.

Ela tentava seguir as instruções de “gritar” pra abrir os pulmões e espantar o pânico, todo mundo levantando as mãos e uma histeria sem fim. Ela fazia os movimentos, mas não pareciam surtir o efeito catártico nela. Parecia que estava louca. Ou era aquela multidão em festa?

E os movimentos se repetiam em frações de tempo maiores ou menores, os gritos, as risadas, e até mesmo algum choro de “me tira daqui”, “não ando mais nisso”.

Ela não chorou, mas eram essas as frases que ecoavam na sua cabeça. Aquele momento parecia exatamente sua vida: subidas exaustivas, que pareciam não ter fim, descidas tão rápidas que mal se contabilizava o prejuízo e já tinha que subir de novo, aquela coisa arrastada que ia demorar novamente um século emocional.

Começou a entrar em sofrimento. Tinha que sair dali naquela hora senão não responderia por si.

“Moça, a senhora vai pegar esse ônibus ou vai no próximo?”

“Hã?”

Foi ali que se deu o estalo.

Ela estava no ponto do ônibus em frente ao parque de diversões ainda fechado olhando a montanha-russa. A fila tentando andar e ela atravancando a entrada no transporte. As vozes, nada mais eram do que dos companheiros de mais uma jornada de trabalho na vida de cada um.

Aquilo tudo realmente aconteceu, cada sensação interminável. Mas só dentro de sua cabeça. O ônibus tinha chegado e ela tinha que seguir vivendo.



Crica Viegas, inverno de 2010.

domingo, 8 de agosto de 2010

DIA DOS PAIS ATÍPICO

Acho que meu marido nunca mais vai esquecer deste dia. A família foi parar no hospital (ele, meninos e baby Inessa) com muita febre e dores pelo corpo, garganta, tosse...eu não fui porque não me aguento nem sentada que dirá em pé esperando alguma coisa. Fora que a última vez que fiquei em sala de espera no hospital (em 2006, quando tive uma dengue terrível) tive uma das piores crises de pânico da minha vida na sala de espera (que mais parecia uma sessão do INSS) e sequer perguntaram o que eu tava sentindo. Foi horrível.

Depois de uma semana maravilhosa, todos doentes. Pode?

Bom, passamos o dia entre nebulizações, remédios pra febre, banhos, e muita paciência com a bebê que não sabe dizer ainda o que tá sentindo.

Bom, espero voltar aqui melhor nos próximos dias.

sábado, 7 de agosto de 2010

TERAPIA

Bom, já falei aqui no blog do transtorno que tem sido viver com pânico. Quem tem sabe, e quem não tem nem queira saber.

Mas não é disso que vou falar.

Faço o devido tratamento, psiquiatra, vou voltar essa semana pra terapia. Graças a Deus. Porque me faz um bem danado colocar meus monstros pra fora. Todo mundo precisa disso.

Mas não há terapia melhor que a amizade. É sério.

Muitos ficaram sabendo que eu e Mila Viegas, além de aparentadas, somos amigas. Amigas de verdade. Na alegria e na tristeza. Na saúde e na doença. Na riqueza e na pobreza. Se bem que nessa última frase, o primeiro substantivo domina total...rrssrsrsr. A gente é pobre, mas divide a comida.

Apesar de ser uma pessoa naturalmente engraçada, há muito tempo eu não gargalhava como essa semana que passei na serra na casa dela. Nós duas somos escandalosas, gritamos com maridos e crianças (que nem ligam, tá? rs ), caímos de rir logo depois das broncas e por aí vai.

Fizemos sessões de terapia enquanto fazíamos artesanato ou plantávamos flores. Falamos e falamos e falamos, já ficamos cerca de 3 horas ao telefone e o assunto não acaba. Nossos maridos que nos aguenteemmm..rsrsrs...

E é isso.

Procurem seus amigos. Um simples telefonema, não precisa ser um de 3 horas, mas um alô já faz um bemmmm. É sempre muito bom saber que se pode contar com alguém, pedir e dar conselhos, rir e chorar junto. A gente é doida mas a gente chora tá? rs

Dar tantas gargalhadas de doer as banhas foi muiiito bom. Quase nem precisei do meu rivotril SOS que meu médico me passa pra coisas extremas. Porque eu tava tão relax...a terapia das plantas, do friozinho, da pizza à meia-noite com a família na frente da lareira, terapia do jogo de buraco, da arrumação, de brincadeira com a cachorrada...tudo isso dá mais leveza à existência de qualquer ser estressado nessa vida.

E tudo por causa da amizade.

Porque nossos maridos são irmãos.

Mas nós somos amigas.

O Rei Salomão na antiguidade já dizia em um provérbio seu :

"O homem pode ter muitos amigos, mas há amigos mais chegados que um irmão."

Precisa dizer mais?


Bom fim de semana!

Fui!

sexta-feira, 30 de julho de 2010

O TRANSTORNO DA SÍNDROME DO PÂNICO

Sempre fui uma pessoa engraçada. Herdei isso do meu pai, que não sei de quem herdou. Coisas da árvore genealógia.

Apesar de meio tímida (sim), sempre coloquei essa couraça de palhaça pra me proteger de ventuais ataques. Quase sempre funcionou.

Sempre fui conhecida como uma pessoa forte, e sempre fui mesmo. Mas a força tem suas desvantagens, pois é difícil alguém se oferecer como um ombro amigo pra uma pessoa forte. Vc fica meio sozinho.

Tive meus filhos e vivi em muita dificuldade quando eles eram pequenos, mas aguentei firme : meu marido sempre se orgulhou dessa força minha, e muitas vezes ele mesmo me deixou só sem perceber...afinal, alguém que se basta precisa do outro?

O meu mecanismo de defesa era esse. Até o ano de 2006.

Janeiro é o mês do meu aniversário. dia 27, no mesmo dia que a vida me deu de presente meu primeiro filho: Mateus, hoje com 18 anos e um rapaz lindo e inteligente (mesmo).

Foi nesse janeiro de 2006 que perdi meu pai. Não éramos muito próximos, ele sempre foi alcoólatra e essa doença destruiu nossa família. Mas isso é outra história.

O fato é que nunca senti uma dor tão forte, e seis meses depois ela se tranformou num mix de depresssão e trantorno do pânico.

Tive que parar meu curso de design de interiores porque não aguentava me levantar da cama. E não consegui mais retornar.Meus filhos sofreram muito, eram mais novos, não entendiam muito. Meu marido, um anjo. É um homem de valor, tem uma paciência infinita comigo.

Digo isso porque eu estava indo muito bem até esse ano de 2010, quando o pânico veio que nem um tsunami e me derrubou. Tô no chão ainda. Mas vou levantar.

E aí o suporte familiar e de queridos é tudo. Pois a gente fica medroso, cheio de manias esquisitas, e é difícil pras pessoas entenderem e ficarem confortáveis numa situação dessas.

Você está muito bem no cinema e tem que sair correndo. Está caminhando na praia e tem que tirar forças de onde não tem só pra chegar no carro. Está numa loja comprando um sofá, senta nele e começa a chorar..rs....eu até rio disso hj, mas isso aconteceu comigo há duas semanas atrás. Um mico. A vendedora não entendeu nada e até me deu um desconto...rs

Eu não sabia da blogagem coletiva, mas vi que todo mundo escreveu muito bem. Claro, os blogs que visitei. Eu tenho todos esses medos elevados à décima potência. Mas tenho fé que vai passar. É uma fase. Tudo bem que ela já dura 4 anos. Mas vai passar. Tenho certeza disso.

quarta-feira, 14 de julho de 2010

SONHOS REAIS

"Hoje acordei com uma agonia no peito, daquelas que só uma saudade antiga faz a gente sentir...

Nunca mais te vi, não sei que aparência tens hoje, ou se lembra que um dia existi a tua vida.

Acabei de lembrar: sonhei contigo. Por isso essa sensação de saudade não-sei-do-quê me invadiu logo cedo, mas que o início d rotina foi deixando nebulosa, até meio sem sentido, porque custei aperceber que você povoava minha mente desdea madrugada, aparecendo nos meus sonhos, e fazendo vir à tona sensações que pensava já ter esquecido.

Nunca te esqueci, mas te deixei adormecido no meu arquivo de coisas bonitas que vivi, mas que o curso da vida impossibilitou a plenitude.

Não tinha me dado conta da sua presença tão forte após todos esses anos, a ponto de minnhas mãos escreverem essas linhas que você nunca vai ler, pois você só vai aparecer pra mim assim, como um sonho bom, ma lembrança que faz bem e angustia, pois me deixa em estado de saudade intensa, de saudade extensa..."


Crica Viegas, verão de 2005.

segunda-feira, 31 de maio de 2010

MUITO BOM !

Eu andava desanimada com internet de um modo geral. Falta de tempo, cansaço, sei lá. Tenho meu blog há uns 3 anos pelo menos, mas vou e volto como uma onda. Onda indecisa que não quer quebrar na praia.

O fato é que numa dessas reativações motivacionais (falei bonito rs ) me deparei com minha cunhã Mila Viegas (cunhã= cunhada-irmã) participando de uma blogagem coletiva de cores, que já tava em andamento. Bom, o bonde já tava correndo e não entrei, mesmo até porque acho que nem podia mais porque a gente tem que se inscrever e tals.

Aí a doida maluca vem com a proposta de todo mundo blogar sobre suas vidinhas fashion-simples..rs. Achei interessante já que sou uma pessoa fashion e preciso exercitar a simplicidade.

Hahahahahahahaahahahahahahaahah
Gente, se eu não falar uma besteirinha eu tenho um AVC (Apagão da Voz Calada)!!!!

E aí entrei no carrossel da blogosfera a toda de novo. Hoje começamos a postar coletivamente sobre o tema VIDA SIMPLES e foi simplesmente M-A-R-A-V-I-L-H-O-S-O !!!

Passei o dia entre cuidar de minha vida e ler a vida alheia... rs

Muito bom visitar muitos blogs que eu não conhecia, gente que tem muita coisa legal pra contar, pra desabafar, pra poetisar e até pra denunciar se for o caso.

Mulherada botando pra quebrar na blogosfera!!!!!! Êêêêêêêêêêêê !!!!

Será que a blogosfera é redonda mesmo?????
Sei lá!
Só sei que tem gente boa em todo canto da rede pra gente conhecer e compartilhar!!!!

Isso mesmo!

quinta-feira, 20 de maio de 2010

QUANDO O SONHO DEMORA A ACONTECER

Eu tava pensando que todos temos sonhos que não realizamos, e isso faz parte da vida. Somos humanos e não conseguimos realizar tudo o que pretendemos, isso faz parte.
Mas os nossos sonhos são nossos e por isso damos tanta importânciaa eles. E têm coisas na vida que nunca realizaremos por mais que tenhamos vontade e presistência.

E quando isso acontece?
Era pra não ser?
Fomos impacientes?
Não lutamos como deveríamos ter lutado?

Porque muitas vezes quando expomos algo sobre sonhos que ainda não se realizaram é isso que escutamos, até das pessoas mais queridas e mais bem intencionadas.
Mas sei que mesmo com carinho e com a melhor das intenções que alguém possa ter ao tecer um comentário desses, no fundo a pessoa não sabe do que está falando, eu acho. Porque simplesmente o sonho não é dela. É meu.

E sonhar é algo prazeroso, mas que angustia na mesma proporção. Porque não temos a capacidade de adiantar um minuto sequer das nossas vidas, e por isso não sabemos que vai acontecer logo em seguida. Muitas vezes só nos resta esperar.

Muitas vezes, também, esperar é a atitude mais errada que devemos tomar. O não tomar decisão também é uma escolha que pode se desdobrar em algo que não nos trará algo bom mais à frente, mas como saber?

Tem sonhos que se realizam num piscar de olhos. Quando menos esperamos estamos com ele à nossa porta, embrulhado numa linda fita vermelha. A alegria é indescritível, mas no momento seguinte passamos a esperar um outro sonho e esse parece que quer nos por à prova e nos ensinar que tudo tem seu tempo, demorado tempo...

Não tô falando de uma vida conformista. Não. Mas têm vezes que precisamos abaixar a bola e deixar a vida tomar seu curso. Outra vezes é preciso transpor o muro à nossa frente com uma luta que brota nas entranhas, mas todo conflito reside na seguinte questão: quando é hora de parar ou quando é o momento certo de escalar o muro e finalmente ver o outro lado?

Não pretendo tecer respostas, porque não as tenho. Mas como o desejo é o que move a humanidade, como fazer o desejo calar? Quando dar ouvido a ele e prosseguir?

Parece fácil, mas de fácil não tem nada. De qualquer maneira, penso que toda experiência tem o intuito de nos amadurecer e nos preparar pro que vem a seguir. Seja na luta ou na espera de um relógio que insiste em ressoar na nossa cabeça seus ponteiros de segundos intermináveis.

quinta-feira, 6 de maio de 2010

SUBINDO A SERRA

Hoje eu e família vamos pra Teresópolis, minha cidade amada, passar uns diazinhos bem goztosos na casa de Mila e Fábio.
Faz dois meses que não vejo Marceleeee ( um apelido carinhoso...rs...longa história...) e tô morrendo de saudades. Vamos deixar os afazeres domésticos um pouco de lado e deixar os homens cuidarem de nós...eles vão cozinhar e tudo mais...delíciaaaaa!!!!
No momento tô aqui às voltas com bagagem, e não sei onde colocar tanta tranqueira numa malinha modesta de um renault Clio...rs...tudo bem que ele é modelo sedan, e a bunda proeminente ajuda...rs...primeiro caso de bunda grande ser útil pra alguma coisa além de carregar celulites..hahaahahaahahahaah
E com bebê, então, nem se fala...É tanta, mas tanta coisa que quase sempres desisto de ir...mas desta vez nãoooooooooooooooooooooooooo!!!!
Eu e Mileide ( mais um apelidinho) vamos renovar material pra blogs e blogs...sim, porque a palhaçada é tanta que rende muitos posts...rsrs
Mais tarde vou pegar a homarada no trabalho pra obrigá-los a sair na hora senão bebê Inessa faz um escândalo...rs...Mateus não vai porque afinal já tem 18 anos e sair com a família é mico..rs...problema dele, porque eu vouuuuuuuuuuuuuu!
Consegui colocar elazinha pra dormir um pouco e assim organizar mais alguma coisa por aqui antes de ir...porque tenho TOC (transtorno de ócio criativo...hahaahahaah) e "preciso" deixar a casa arrumada antes de ir...Dois remédios tarja preta não estão sendo suficientes, vou ter que apelar pro amigo Rivotril...rs
Bom, só devo postar depois do findi...
Té mais, povo!

quarta-feira, 5 de maio de 2010

ZZZZZZZZZZZZZZZ...

Gente, acreditem vcs ou não, tô morrendo de sono e já são 11 da manhã!
Verdade seja dita, não durmo um sono completo há quase um ano, e isso tá afetando a minha pessoa...rs
Minha bebê ainda acorda pelo menos duas vezes na madruga e aí corta legal o meu descanso...mas faz parte.
Juntando ao fato de que não sou ninguém até às 4 da tarde..rs...depois disso minha energia fica em 220v!
Ma acho que já nasci com o botão desligado de manhã..rs
E com o friozinho bom que tem feito, aí é mais difícil mesmo despertar...eu sou assim...não sei se é bom ou ruim...rs...até rimou.
No mais, tudo óteeemo!!!!
Beijocas!!!!!!!!

quinta-feira, 29 de abril de 2010

QUANTO TEMPO

Bom, gente
Nem preciso dizer de novo que meio abandonei o blog por falta de tempo...e de inspiração tb
Mas sempre que venho no pc fico pensando em algo a dizer e a BLOGAGEM COLETIVA promovida pela Mila Viegas vai ser uma boa oportunidade de atualizar o espaço aqui...afinal de contas gosto muito desse cantinho, mas confesso que as obrigações de mãe de bebê me tiraram a disposição pra algumas coisas, mas sinto falta.
Então é isso.
A blogagem começa na segunda quinzena, eu acho, mas vou começcando devagar a atualizar o "cafofo"...rs
Beijimmmmmmmmmmmm

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

CALORRRRRRRRRRRRRRRRRRR

Gente, o blog não foi abandonado não , viu?
Não tenho tido ânimo de ler nem escrever nada no computador com o calor que tem feito...tá impossível de aguentar!
Mas prometo que amanhã venho aqui com mais calma...espero..rs
Té mais!

segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

A MAIS NOVA VELHA ATIVIDADE

Bom, todo mundo já sabe que sou mãe novamente. bebê Inessa já fez 9 meses e tá cada dia mais fofa.
Eu trabalhava como assistente social quando ela chegou bem doente pra mim...resultado: parei com tudo e resolvi que ela uma prioridade na minha vida.
Cá estamos nós duas felizes, mas meu lado de mulher independente não me abandona e preciso ganhar meu dinheiro. Não precisa ser muito, mas precisa ser meu.
E até pelo processo judicial que já está instalado, resolvi ficar em casa com ela por tempo indeterminado. Mas o bichinho do trabalho me roendo...rsEntão resolvi retomar uma atividade que eu tive a long time ago: fazer sanduíches e doces pra vender. Estou ainda no começo do começo, mas já tem me rendido uns trocados satisfatórios...rs...por isso no outro post falei de procurar receitas na net. E por isso o título a princípio sem sentido deste post aqui.
Eu trabalhei com comida quando meus meninos eram pequenos, e precisei realmente sustentar a prole pois a empresa que Gustavo trabalhava estava sob falência e foi um caos. Mas como diz minha vó, náo nasci quadrada, pelo contrário, fiquei redonda ao longo do tempo..hahaahahahaahah...só pra descontrair...rs
E como hoje, no tempo presente, não posso arrumar um trampo fora do lar-doce-lar, resolvi retomar algo que nem esperava agora, mas a vida é assim, nos prega essas peças, e a gente vai caminhando.
Bom que hoje é só pra ganhar o meu, e não pra sustentar a casa, o que deixa o trabalho mais prazeroso, lógico.
Tem sido legal, tem sido cansativo, tem sido produtivo.
E aqui vale um comentário: aqui no brasil se tem muito preconceito contra "trabalhos menores", como se costuma falar aqui. As pessoas têm evrgonha de certas atividades porque elas aparentemente não trazem status nem glamour. Mas...tô nem aí se sou formada mas hoje tô fazendo outra coisa. Acho que trabalho é digno se feito legal, com paixão, e só.

sábado, 23 de janeiro de 2010

DIA DE FAXINA

Hoje foi um daqueles dias que muita gente que mora em casa odeia: faxina no quintal!
Eu não odeio, senão não moraria em casa, mas que é cansativo, isso é.
Eu e meu maridex começamos por uma geral na porta principal da sala de jantar que dá pro quintal, que estava em péééssimassssssssss condições. Precisava de uma nova, but...
A porta é dupla, de venezianas (seré que vem de Veneza?) e enoorme. Enfim, resolvi enfrentar a fera e 3 horas depois ela estava brilhando..rs..e eu com o sangue quente...rs...só por isso deu pra continuar...rs.
Daí foi uma sequência de : empurra vaso, lava varanda, toma banho de chuveirão ( porque ninguém é de ferro né), volta pro quintal, lava varandão, e por aí foi...quem conhece sabe que meu quintal não é pequeno e é bem cansativo. A parte boa foi colher e comer goiabas direto do pé, acerolas, abacates...coisas que só quem mora em casa tem o gostinho.
Bebê Inessa com Saulo de babysitter (é assim mesmo que se escreve?), mamãe fazendo um risoto de frango maravilhoso com batata frita, um mate geladinho no final.
Agora bebê tá dormindo, eu tô morrrtaaaaa, maridex e Saulo vendo "O Procurado" , com James McAvoy e Angelina Jolie, que já vimos no cinema e vi em casa duas vezes, adoro ele! Taí uma dica de um filme de ação que eu gostei, inclusive li que o papel de Angie seria de um ator, mas resolveram dar a ela o papel e funcionou, e olha que nem fã dela eu sou.
Fim de sábado com saldo positivo.

terça-feira, 19 de janeiro de 2010

4.0 GHEGANDO...E DAÍ?????

Gentem, todo mundo me perguntando como é se sentir com tamanha idade...eu hein...gente maluca...rs
O corpinho não tá ainda como eu queria, é verdade, mas a mente anda tinindo e a pele maravilhosa...meu rosto é sempre o mais jovem em encontros com as amigas da minha "faixa etária"... hahahaahahaahahahah.... aí claro vão colocar defeitos no meu corpitcho...invejosasssssssssssssssssssssss
Resultado de anosssssssssssssssss de Sundown enquanto todo mundo torravaaa no sol e ficava que nem uns bifes à milanesa na praia...tô foraaaaaaaaaaa
Tudo bem que cultivo messsmo minha brancurinha, pois tenho tendência a envelhecimento precoce por genética, e aí não dou moleza, além de detestar a sensação do sol na minha pele...credo! Aqui nos trópicos, então, tem ficado insuportável cada vez mais estar embaixo do sol.
No mais, fazer 4.0 como diz o carioca não tem nada de anormal...ainda...rs
Só não imaginava ser mãe novamente aos 40...mas acho que aos 43 serei de novo...rsrs
Cada vez mais sei lá o que, mas cheguei até aqui feliz e pretendo permanecer assim...feliz.

MESVERSÁRIO



A CRIATURINHA AÍ DE CIMA ACABADA DE SAIR DO BANHO DE PIA FAZ 9 MESES HOJE. NEM PRECISA DIZER QUE TÁ CADA VEZ MAIS CADA VEZ...RS
ENGATINHANDO TUDO, QUERENDO SUBIR NAS COISAS E FICANDO EM PÉ POR SEGUNDOS SOZINHA. EITA FASE CANSATIVA! RS
EITA COISA MARAVILHOSA TER NOVAMENTE UM BEBÊ EM CASA!
PODEM ME CHAAMR DE LOUCA, SOU LOUCA ASSUMIDA COM 3 RIVOTRIL AO DIAAAAAAAAAA
MAS EU AMOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO

quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

RIO DE JANEIRO 50 GRAUS

Genteeeeeeeeeeeeeeeeee
Qua maçarico é esseeeeeeeeeeeeeeeeeee????
Cruz credo
não tenho nem conseguido vir aqui postar tamanho calorão de matarrrr
De dia, no way... de noite, já tô tão desanimada de ter passado o dia inteiro suando em bicas que nem penso em computador...enfim...
O mundo tá doido mesmo
O povo do hemisfério norte sofrendo horrores com as nevascas, agora esse terremoto no Haiti que matou pelo menos 45 mil pessoas, aqui um inferno...
Mas issso é culpa nossa, digo da humanidade mesmo. Mexe, remexe, bagunça tudo e não quer que tudo desmorone na nossa cabeça...
Mas...
Hoje foi dia de levar bebê Inessa à pediatra que a-d-o-r-o-u ver como ela tá fofinha e esperta. Cresceu 8 cm em 3 meses e engordou praticamente 3 kg. Que delíciaaaaaaaaaaaaa!!!!
Irmão Saulo ajudou na empreitada e ela adorou, pois eles brincam o tempo todo (olhem a idade emocional do meu bebê de 15 anos...kkkkkkkkkkkkk)
Irmão Mateus táqui com a namorada Betina que é uma graça, super bonita e simpática também..ai ai...tô velha mesmo...rsrs
Hoje um calorão mortal e a cabeçada (aquela mesmo de posts atrás) se reuniu pra um churras regado a chuveirão...uma bagunça boa de gente se divertindo muito.
Caraca, eu fiquei impressionada de saber que anteontem a sensação térmica no RJ foi de 54 graussssssssssssss....credoooooooooooooooo...eu só ouvia falar disso em aula de História quando o professor falava do deserto do Saara...meus saisssssssssssssssssss
Gente, tá realmente fora dos limites de aguentar esse maçarico que virou nosso verão...altalmente desagradável, chato, deixa a gente exausta no fim do dia...mas não sou a mulher do tempo e não posso controlar isso...rsrs
Bem, criançasss
Saudades de todos e depois eu volto que vou pegar um copo de mate gelado...rs

terça-feira, 5 de janeiro de 2010

BROTHERS AND SISTER...

É maravilhoso pra mim, como mãe, ver minhas "crias" assim:




Nunca pensei que esses meninos fossem amar tanto essa irmã...

segunda-feira, 4 de janeiro de 2010

ANO NOVO...DE NOVO

Bom, o ano oficialmente começa, como disse Mila em seu post. Nossa engrenagem biológico-emocional vai lentamente pegando ritmo, até me vem a mente a imagem de uma grande locomotiva, que vai aos poucos mas chega a uma boa velocidade e permanece nela por um bom tempo até sua próxima parada.
Ainda estamos envolvidos com "balanços" de toda ordem do ano anterior, começando nossa faxina interior, pois uma baguncinha emocional se faz absolutamente necessária pra reorganizar os pensamentos...rs...é verdade...alguém vai arrumar o que ão bagunçou?
Começa o ano com a triste notícia do Peanut, cãozinho de Lu e suas irmãs que passou para uma outra esfera hj. Também passei por isso e sei como é triste, e o que nos consola são as lembranças das boas bagunças que fizemos com esses nossos companheirinhos de plantão. LU, a dor vai diminuir, como tempo...
Eu estou numa fase de incertezas e possibilidades profissionais. Depois de Inessa minha vida deu uma girada e ainda tô me localizando..rs...
Filho mais velho na faculdade, o do meio a caminho e a baby necessitando de atenção especial...ufa!
Marido já se etressando no primeiro dia útil do ano e me ligando pra falar...faz parte. Dia abafado, parece que vai cair um temporal.
Ontem foi niver de mommy e fizemos uma lasanha no jantar pra ela, que tava meio jururu (ela é jururu por natureza...rs). Ela disse que gostou...queria ter feito uma festinha, mas não rolou. Fica pra próxima. Aqui não precisa ser aniversário pra se reunir gente boa e papear até cansar...rs
No mais, a segundinha corre na sua naturalidade...so far so good.

sábado, 2 de janeiro de 2010

E COMEÇA O ANO...

Gentem, chegou 2010!
A gente achava que ia estar tudo igual a Star Wars, todo mundo se teletransportando ou em pequenas naves e foguetes...rs...mas a humanidade não chegou a tanto...ainda...
Por aqui o Reveillon foi de família e amigos queridos, sempre. Irmão, mãe, Luís e Edila, Felipão (que eu adorooooooooo...sorry marido...rs), bebê tentando dormir com tantos fogos..mas faz parte.
Muita comida (gente exagerada!!!! rssrsrsr), muito riso, muita emoção, marido manteiga derretida...rs
Não consegui fotos pois minha câmera simplesmente morreu...gone...enfim, xapralá...
Mas ficou muita coisa registrada na memória, as gargalhadas de Felipão, as de Luís que são um estrondo, as piadas, os abraços na hora da virada...ai ai...
Adoroooooooooooooo tudo issooooooooooooo

sexta-feira, 1 de janeiro de 2010

SALDOS DE NATAL

Vi isso no blog de uma amiga e gostei...rs...mas fiz o meu próprio saldo:

+ 1 kg no corpinho
+ pelo menos 3 noites muiito mal dormidas
+ saudades de queridos distantes
+ boas lembranças
+ muitos beijos e abraços