terça-feira, 3 de junho de 2008

FIM DE SEMANA EM TERESÓPOLIS

Eu e meu amor enfim conseguimos um fim de semana a sós e saímos pra curtir a serra e o friozinho, que a gente ama...



No quarto da pousada fazendo pose antes de sair...rs



Na Aranda, um orquidário lindo afastado da cidade...




Mais poses no quarto...gente exibidaaaaaaaaaaaaaaaaaaa..rsrsrs



segunda-feira, 2 de junho de 2008

NAMORADOS

Taí uma parte do que tô fazendo por dia dos namorados aqui...são caixas de madeira ou MDF em decoupàge (Caixas de bijoux e porta coisas) recheadas de bombons e gamadinhos, pra vc adoçae seu amor...Mas tem mais que ainda não deu pra postar...



quarta-feira, 7 de maio de 2008

LORELAI E SUA ARARA...RS

Gentemmmmmmmmmmmmmmmm
olhem que coisa mais mais mais fofa que dinda Mila fez pra Lolô!!!!
Um cabideiro lindo, lilás, super hiper fofíssimo....rsrsrs
Lorelai tá toda boba, se sentindo uma diva, e vai ter onde pendurar suas roupinhas e ainda uma preteleirinha pra colocar os futuros sapatinhos...
E olhem só o vestido e a presilha de cabelo feitos pela dinda tb...tá ficando muito mimada, não?
rs
Eu amei amei amei
Vcs gostaram?????
Hj é um dia dolorido pra dois dosmeus gatinhos...Cleópatra e Júlio César foram castrados essa manhã, e no momento estão bem grogues, se arrastando pelos cantos. Ela está mais dolorida, ele está andando e se locomovendo melhor.
Mas eu precisei fazer isso porque já tenho 5 gatos e não quero mais ser avó...rs...e castrados eles ficammais caseiros, mas tb mais comilões...rs...welcome to the club....rs
O bom é que consegui essas cirurgias gratuitamente através da Laura Herrera, uma pessoa fofa e amante dos felinos como eu...Brigada, Lau!
Agora é esperar a dor passar e eles se recuperarem pra correrem serelepes de novo pela casa.

segunda-feira, 5 de maio de 2008

DIA DAS MÃES

´

Eu e Mila estaremos lá pra divulgar nossas artessssssssssssss

Aiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii

Vai ser um sucessoooooooooooooooooooo

segunda-feira, 28 de abril de 2008

PIECES OF ME...





ADOROOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO

SAUDADES SAUDADES SAUDADES...RSRSRS

Gente?!?!?!?!?!
Meu último puinho aqui foi dia 11/04?!?!??
Como assimmmmmmmmmmmmm?????
Sorry, fans...rs
Tenho andado na internet sim, mas tô catalogando todo meu brechó pra colocar no site e isso tem me tirado muito do tempo pra me divertir aqui...
É um trabalho hiiiiper chato, mas faz parte do negócio, não tem muito jeito...
o Legal é que minhas vendas on line estão começando, pelo orkut estão aquecendo os motores...rsrs...pelo flickr, enfim, e ainda estou com outras frentes de trabalho pra entrar via net...vamos ver o que rola...
Estou pra participar de um Bazar na Lapa pro dia das mães e espero que aconteça que seja muuiiito bom, tanto no sentido de conhecer gente como de ganhar um dinheirim...rs...
Além disso, tenho bordado almofadas lindasssssssssss de chita pra minha lojinha, estou com muitas decoupáges pra finalizar, cheiaaaaa de trabalhooooooooooo...mas eu amo amo amo...
Mila, mais que querida, veio aqui na Casa da Crica e "fez uma roça" como diz minha vozinha Bia...rs...ela ficou simplesmente lindaaaaaaaaaaaaa com um vestido preto de estampa de cashmere que comprou aqui, umas sainhas românticas, blusinhas retrô, bem mulherzinha...rsrs...eu amo essse estilo...rsrs...tenho andado muito romântica pra me vestir, muitas flores no cabelo, estampas florais miúdas, vestidos esvoaçantes, sandalinhas , sapatilhas, ai ai....
Bom, tenho andado pelos blogs, e tenho comentado na medida do possível...rsrs
Amo amo amo todos vocês!!!!!!!!!!!!!

sexta-feira, 11 de abril de 2008

DRUNKOREXIA



Já ouviu falar nas meninas que abusam das bebidas alcoólicas e privam-se de qualquer tipo de comida? Conheça o assustador mundo das drunkoréxicas

Por Sarah Kershaw, do New York Times*

Manorexia. Ortorexia. Diabulimia. Transtorno da compulsão alimentar periódica. Todas as palavras acima são variações dos chamados transtornos alimentares da anorexia e bulimia, e têm pipocado em blogs, na televisão e em artigos de jornais. Agora, o mais novo termo a entrar para essa perigosa lista é a "drunkorexia", expressão criada para designar uma mistura de comportamentos conflitantes: o jejum forçado ou a alimentação exagerada seguida de vômito associados ao consumo abusivo do álcool. Do inglês, drunkorexia é a junção das palavras drunk, que significa bêbado, e anorexia, que é a falta ou perda do apetite em níveis extremos. Em uma adaptação livre para o português, seria algo como bebadorexia ou alcoolorexia. Terapeutas e pesquisadores estão buscando novas formas de tratamento e tentando entender o que motiva as pessoas a agir dessa maneira. Enquanto isso, parece que o glamour e o sofrimento dos famosos as inspira cada vez mais.
Apesar de não ser um termo médico oficial, a drunkorexia sugere um fenômeno envolvendo dependência alcoólica e transtorno alimentar. Ela ocorre principalmente entre mulheres jovens, que bebem excessivamente e não comem o dia todo para compensar as calorias ganhas com o álcool.
Os anoréxicos, por restringir a ingestão de calorias, costumam evitar o álcool. Mas há aqueles que bebem para manter a calma antes de comer ou aliviar a ansiedade depois de exagerar na refeição. Outros enxergam nos drinks sua única forma de sustento alimentar. "Existem mulheres que temem colocar uma uva na boca, mas que não vêem problema em beber cerveja", afirma Douglas Bunnell, diretor do ambulatório do Renfrew Center, na Filadélfia, Estados Unidos. O Renfrew Center é um dos poucos lugares que oferecem tratamento tanto para os que abusam das substâncias químicas como para os que sofrem de distúrbios alimentares.
Bunnell, ex-presidente da Associação Nacional de Transtornos Alimentares, afirma que parte do problema está na obsessão das mulheres em ter um corpo esbelto e na aceitação social de beber ou usar drogas, fatores que se potencializam quando associados ao conceito de que entrar para um grupo de reabilitação é quase um privilégio, coisa chique. "Excesso de álcool virou algo bacana e descolado, e perder peso e ficar magra é um imperativo cultural para as jovens nos Estados Unidos", diz ele.
Psicólogos afirmam que esses distúrbios estão ligados à necessidade de amenizar dores emocionais através do consumo de substâncias químicas ou da ansiedade provocada pelo comer excessivo e a eliminação forçada.
Judy van De Veen, de 36 anos, vive na cidade de Gillette, em Nova Jersey, e é anoréxica desde os 24. Ela lembra que passou fome durante dois meses, comendo pequenas quantidades de comida de baixa caloria. Depois começou a devorar pizzas inteiras, caixas de cereal e muita fast food para forçar o vômito em seguida. Tinha dias em que gastava cerca de 80 dólares em refeições.
Gente, a humanidade está louca de pedra como se diz por aqui...
My God!

quinta-feira, 10 de abril de 2008

NO STRESS...RSRSSRSR


Fazer faxina por apenas 20 minutos seguidos por semana pode trazer benefícios para a saúde mental, sugere um estudo publicado nesta quinta-feira na revista científica British Journal of Sports Medicine. O objetivo dos pesquisadores da University College, em Londres, era estabelecer quais atividades físicas traziam mais benefícios para a saúde mental e quantificar o tempo necessário para que os exercícios tivessem impacto psicológico. Os resultados indicam que são necessários 20 minutos seguidos de exercício – o suficiente para deixar a pessoa ofegante – para que a atividade física provoque uma "melhora no humor" e diminua o estresse. A equipe de pesquisadores estabeleceu ainda que as atividades mais apropriadas seriam a faxina, a jardinagem, a caminhada e a prática de esportes.


Resultados

Para chegar aos resultados, a equipe perguntou a 20 mil pessoas quanto tempo e que tipo de exercícios praticavam semanalmente, além de questões sobre o estado de saúde mental. Dos voluntários, 16% (3,2 mil) sofriam de algum tipo de estresse ou ansiedade. De acordo com o estudo, os praticantes de esportes reduziam os riscos de estresse em cerca de 30%, enquanto a caminhada e as atividades domésticas como faxina e jardinagem contribuem para uma redução de 20%. "Muitos estudos sugerem o benefício da prática de exercícios na saúde mental, mas pela primeira vez conseguimos quantificar o tempo necessário para que a atividade faça diferença", disse Mark Hamer, que liderou o estudo. "No entanto, é uma questão como a do o ovo e a galinha, já que a maioria das pessoas que sofrem de estresse ou ansiedade são menos propensas a praticar exercícios físicos", explicou. Apesar dos resultados, a equipe afirma que o próximo passo da pesquisa será descobrir quais os mecanismos que influem na relação entre a atividade física e a saúde mental. Segundo a ONG Sane, que trabalha com saúde mental, as razões do estresse são geralmente pouco compreendidas e em casos mais sérios, as pessoas precisam procurar ajuda profissional. No entanto, o porta-voz da organização, Richard Colwill, afirmou que os resultados do estudo podem contribuir para uma melhora nas pessoas que sofrem de problemas de saúde mental. "A pesquisa oferece esperança de que pequenas mudanças no estilo de vida podem contribuir para o bem-estar psicológico", disse Colwill. "O cérebro é um órgão tão 'físico' quanto o coração ou os pulmões. Por isso, não deve ser uma surpresa que pequenas quantidades de exercícios regulares podem contribuir para uma redução nos problemas psicológicos", concluiu.

Por isso me senti "tão leve"ontem...caí na faxina no brechó...hahahahhaahahahahahahahah

quarta-feira, 9 de abril de 2008

A COISA TÁ BRABA POR AQUI...DENGUE

Nos primeiros cem dias de 2008, 68 foi o número de mortos por dengue só no estado do Rio. Os casos passaram de 57 mil. Oitenta foi o número de dias que o governo do Rio levou pra reconhecer que a população enfrentava uma epidemia (a Prefeitura ainda trata a doença como um surto localizado). E 13 foram os fins de semana que se passaram até que a Prefeitura do Rio levou pra abrir postos sábado e domingo, após determinação da Justiça.


O alcance da doença agora atingiu as faculdades de medicina, que pretendem repensar a maneira como seus alunos podem enfrentar essa nova geração de mosquitos e as que estão por vir. “A epidemia de 1986 despertou a inclusão da dengue no currículo médico. Isso antes não era dado, era uma doença considerada exótica. Agora, com essa nova realidade em que as crianças são as principais vítimas, há de se aperfeiçoar a formação de futuros pediatras”, afirma Roberto Medronho, chefe do Departamento de Medicina Preventiva da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), que estuda ceder 60 alunos do último ano de medicina para atuar no combate à dengue no estado.


Desafio também para professores
Para o professor Marcos Olivier Dalston, do Departamento de Doenças Infecciosas e Parasitárias da Universidade Federal Fluminense (UFF), a doença vem se tornando um desafio não só para alunos, mas também aos professores. “Desde 1995, a doença vem mudando o perfil de apresentação. É coisa nova para os médicos de um modo geral. Essa epidemia está ocorrendo muito em crianças, coisa que não se via antes, assim como hepatite causada pelo vírus da dengue e infecções por sorotipos diferentes”, explica Dalston.

Em um caso no Hospital da Posse, na Baixada Fluminense, por exemplo, o vírus foi tão agressivo que provocou ma ruptura no baço do pedreiro Joselino Gonçalves, de 31 anos. Outro efeito antes desconhecido é a contaminação de bebês ainda na barriga da mãe. Nesta semana, a Secretaria estadual de Saúde confirmou o primeiro caso de morte de uma grávida e de seu feto por dengue. Outro bebê, também infectado durante a gestação, sobreviveu.


Divulgação/ Hospital Universitário Pedro Ernesto
No Hospital Universitário da Uerj, está sendo estudada a adesão de internos para reforçar o atendimento. (Foto: Divulgação/ Hospital Universitário Pedro Ernesto)

Despreparo para cuidar de crianças

Para a estudante Flavia Rosa da Silva, de 26 anos, que está no segundo ano de residência pediátrica na Universidade Estadual do Rio (Uerj), muitos alunos não saem em condições de lidar com a principal vítima desta epidemia: as crianças. “A gente tem uma formação voltada para clínica geral. Os alunos não fazem acompanhamento das crianças com dengue, não saem preparados para lidar com o problema em crianças, em que os casos são mais graves e requerem acompanhamento constante”, explica.

Ela estava no comitê que, junto à direção do Hospital Universitário Pedro Ernesto, na Tijuca, Zona Norte do Rio, sugeriu um reforço de alunos voluntários no atendimento a crianças vítimas da doença. Os internos passariam por uma espécie de estágio na área de pediatria do hospital da universidade. Marcos Junqueira do Lago, chefe do departamento de pediatria da Uerj, ressalta que, durante o internato, os alunos aprendem a parte clínica, de como a doença se comporta.

Dia-a-dia dos postos serve como aula

Na Universidade Gama Filho, a crise nos postos de saúde do Rio se transformou numa aula sobre a doença. Segundo o coordenador de medicina Dirceu Bellizzi, uma das eletivas oferecidas aos alunos do primeiro período inclui o acompanhamento do dia-a-dia de uma unidade do município, onde os estudantes passam quatro horas por dia durante quatro semanas. Segundo Bellizi, com a epidemia, a procura por essa disciplina cresceu 40%: “Temos uma inserção precoce do aluno na rede do SUS (Sistema Único de Saúde). O objetivo do aluno no posto não é tratar, é ver o que está acontecendo e voltar para aprender”.


Divulgação/ Marco Fernandes - CoordCOM UFRJ
O professor Maulori Cabral, da UFRJ, durante uma palestra sobre a dengue na universidade. (Foto: Divulgação/ Marco Fernandes - CoordCOM UFRJ)
Prática reforçada
O infectologista Edimilson Migowski, do Departamento de Pediatria da UFRJ, diz não ver falhas na formação dos futuros médicos, que para ele pode ser reforçada pela prática nesses tempos de surtos da doença. A universidade organizou eventos para orientar a comunidade acadêmica no combate à dengue, com a realização de palestras de professores.“A gente tem tratado isso há muito tempo. Os estudantes atendem pacientes com dengue e, quando há uma epidemia, têm formação prática e teórica”.

Letícia Hastenreiter, de 24 anos, aluna do 11° período de medicina da UFRJ, conta que sente falta de um aprendizado mais direcionado para a doença na parte teórica.
“A gente aprende sobre a dengue, mas como a gente aprende sobre outras doenças infecciosas. Não há um aprendizado direcionado”, diz Letícia, que vai escolher pediatria.

Médicos passam por treinamento

Os males causados pelo mosquito Aedes aegypti, no entanto, são um desafio também fora das salas de aula. Os médicos importados de outros estados para reforçar o socorro à população – até terça-feira(8), 95 já embarcaram em terras cariocas – tiveram que passar por um curso em que aprenderam o protocolo de atendimento. Eles foram orientados, por exemplo, a oferecer soro e fazer exame de sangue em todos os pacientes que apresentam os sintomas da dengue. Os pacientes que estiverem com baixo número de plaquetas devem ser encaminhados para internação. Os demais são orientados a retornar em 24 horas para novo exame.

MAS....

Vamos ver "coisas" boas , né....rsrsrs
Essa aí,por exemplo, é ótemaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa
Aaaaaaaaaaaaaaiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii





sexta-feira, 4 de abril de 2008

MARIDÓN...RSRSSRS


Vejam que coisa linda...rsrs

Casal Ternurinha.....
Ele pode não ser lindo, mas eu soooooooooouuuuuuuuuuuuu
HAhaahahahahaahahaahah
Tadinho...I love My boo

domingo, 30 de março de 2008

MEU CABELO NOVO...RS

Tava agorinha lendo o blog da Lu sobreo novo corte de cabelo e resolvi postar tb, já que ba sexta tb cortei o meu...rs...
Pedi um corte à la Victoria Beckham ou Katie Holmes, com ares de Gwen Stefani...ahaahahahahahhaahah
Só sei que ameiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii
que ameiiiiiiiiiiiiii
que ameeeeeeeeeeeeeeeeeeiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii
tentei tirar de alguns ângulos que dessem pra ver mais ou menos como ficou:











Na última foto eu tava me arrumando pra festa dos Marcianos...rs

quinta-feira, 27 de março de 2008

YOU ARE BEAUTIFUL


Espalhar esse elogio mundo afora é o objetivo dos autores do site www.you-are-beautiful.com .
Eles organizam ações, algumas delas clandestinas (dessas eu gostei...rssrsr) para a instalação das 3 palavrinhas em muros, placas, fachadas... A idéia é contrabalançar a avalanche de mensagens publicitárias que tentam convencer as pessoas de que elas são feias e desinteressantes, qualidades só atingidas pelas celebridades em geral. As pessoas podem colaborar enviando imagens de instalações suas ou inscrever-se para receber e colar por aí adesivos do movimento. Pegadas comerciais, como anunciar em classificados de jornais, não são aceitas.
E vcs, o que pensam a respeito?

HAPPY PILLS

Tomar remédio pra tratar os estados da alma está se tornando tão comum hj em dia que a gente vê pessoas trocando receitas como se fossem de comida...
Claro que tem gente que realmente precisa, mas a maioria de nós tem mania mesmo de se automedicar.
Então, para os hipocondríacos de plantão (rs), surgiram em Barcelona, na Espanha, as Hapy Pills. Elas nada mais são qeu balas, jujubas e afins em embalagens como de farmácia, vendidas em lojas tipo farmácias, mas o mais importante: são todas sem contra-indicações.


Pode??????????? rsrsrsrsrsrssr

TÔ CHEGANDO LÁ..RSRSRSRSR

Gentem, sabiam de uma coisa: já se foram 30 kg...EBAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA
Nem acredito, e ainda vou fazer 6 meses de operada dia 2 de abril...não é o máximo???
Tem sido uma fase de muitas mudanças, muitas escolhas, muita negação (não posso isso, não posso aquilo), mas que está valenso super a pena...quem me conhece sabe que a perua inside me está mais feliz...rsrsrssrsrrsrsr
Bom,. essa figura aí embaixo é , digamos, meu sonho de consumo...rsrs...quero ficar assim, linda, magra e loiraaaaaaaaaaaaa....bom, linda e loira já sou, e o magra tá chegando já já ...rsrsrsrrrsr
Sei que tem muita gente torcendo por mim, brigadíssima por isso!!!!!!



JUST LIKE ME...RSRRRRS

Gentem, sorry por dar uma sumida, mas ando com a cabeça meio de saco cheio de tudo por conta de "pobremas" familiares...ok, todo mundo aí vai dizer: 'ih, fica assim não, família é tudo igual"... eu sei, mas não vou falar sobre isso agora...rs...
Estão vendo a belezura aí embaixo: MINHA FILHAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA
Depois de colocar pela casa bilhetes "eu quero minha boneca" maridão resolveu me dar de presente, pelo menos pra parar de ouvir falar no raio da boneca...rsrs
Mas eu tô nem aíííííiííííí´....mereço um presente, e se ele não me der, arrumo um amanteeeeeeeeeeeeeeeeeeeee...haahahahahahahaahahahaahah
Bom, essa coisa cabeçuda e foférrima não chegou ainda, mas tem nome: Lorelei, mas resolvi abrasileirar e colocar Lorelai pra evitar aqui confusões de pronúncia nesse povo burroooooooooooooooooo...rsrrsrrsr
Tem os cabelos iguaizinhos aos meus, corte e tudo...rsrs
Podem dizer: loucaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa
Sou...mas quem não é???
Hahahahahahaahahahahahaahahaahahaah





quinta-feira, 13 de março de 2008

O IDIOTA E A MOEDA

Conta-se que, numa cidade do interior, um grupo de pessoas se divertia com o idiota da aldeia. Um pobre coitado, de pouca inteligência, vivia de pequenos biscates e esmolas. Diariamente eles chamavam o idiota ao bar onde se reuniam e ofereciam a ele a escolha entre duas moedas: Uma grande de 400 RÉIS e outra menor de 2.000 RÉIS. Ele sempre escolhia a maior e menos valiosa, o que era motivo de risos para todos. Certo dia, um dos membros do grupo chamou-o e lhe perguntou se ainda não havia percebido que a moeda maior valia menos . - Eu sei, respondeu o tolo. 'Ela vale cinco vezes menos, mas, no dia em que eu escolher a outra, a brincadeira acaba e não vou mais ganhar minha moeda' .
Pode-se tirar várias conclusões dessa pequena narrativa.

A primeira: Quem parece idiota, nem sempre é.

A segunda: Quais eram os verdadeiros idiotas da história?

A terceira: Se você for ganancioso, acaba estragando sua fonte de renda.

Mas a conclusão mais interessante é a percepção de que podemos estar bem, mesmo quando os outros não têm uma boa opinião a nosso respeito. Portanto, o que importa, não é o que pensam de nós, mas sim, quem realmente somos. O maior prazer de um homem inteligente é bancar o idiota diante de um idiota que banca o inteligente. Preocupe-se mais com sua consciência do que com sua reputação. Porque sua consciência é o que você é, e sua reputação é o que os outros pensam de você. E o que os outros pensam...... é problema deles.



Arnaldo Jabor

terça-feira, 11 de março de 2008

INTERESSANTE E CONTROVERSO...

"Há algo importante que precisa ser dito sobre a tristeza: trata-se de um sentimento muito rico", afirma o psicólogo americano Jerome Wakefield

"Prefiro um tolo que me faça rir a uma experiência que me faça triste"
William Shakespeare (1564-1616), dramaturgo inglês




EMOÇÕES REVELADAS

O americano Jerome Wakefield, professor da Universidade de Nova York, estuda os fundamentos filosóficos da psiquiatria. Com formação em psicologia e doutorado em filosofia, gosta de investigar a natureza das doenças. Nos últimos tempos, Wakefield debruçou-se sobre a depressão – uma doença hoje considerada epidêmica – e sobre a linha tênue que a separa da tristeza comum, provocada pelas desventuras da vida. “Desde que a psiquiatria passou a diagnosticar a depressão de acordo com os sintomas, e não pelo contexto vivido pelo indivíduo, existe uma enorme confusão entre as duas coisas”, afirma. “O resultado é que as pessoas se tornaram ultra-sensíveis em relação às emoções negativas e preferem tomar remédios a investigá-las.” Segundo Wakefield, a tristeza profunda existe em todas as culturas e os motivos que a provocam podem ser enquadrados nas mesmas categorias em todos os lugares. “Se você mostrar uma foto de alguém tristonho a moradores de uma tribo isolada e perguntar por que a pessoa está daquele jeito, eles apontarão os mesmos motivos que eu ou você”, diz. “Dirão que o retrato é de alguém que perdeu um ente querido, ou terminou um relacionamento, ou está enfrentando dificuldades materiais, ou está doente e por aí vai.” Por isso, diz o pesquisador, chama a atenção o fato de a tristeza ter se transformado num estigma em nossa sociedade. No livro The Loss of Sadness (numa tradução livre: “A perda da tristeza”), Wakefield e o sociólogo Allan Horwitz explicam como chegamos ao ponto de classificar como doença um sentimento que é parte da vida. De Nova York, Hakefield falou a Época NEGÓCIOS.

Por que a tristeza virou motivo de debates recentemente? Diversos livros e artigos sobre felicidade surgiram nos últimos anos. Além disso, inúmeras pesquisas e obras sobre depressão foram publicadas. Agora essas duas coisas estão entrando em colisão. Existem dúvidas em relação ao objetivo de alguns desses trabalhos, que seria tornar possível que as pessoas sejam mais e mais felizes. É claro que todos querem ser mais felizes e não há nada errado nisso, mas há uma percepção de que alguns autores estão tentando ignorar a tristeza, ou defender que ela seja algo ruim, quando outros acreditam que a tristeza é uma emoção normal que cumpre um papel importante em nossas vidas. Esse debate envolve questões antigas, que remontam a 2,5 mil anos, relacionadas à natureza e ao sentido da vida. São questões profundas. E essa discussão, além de uma dimensão psicológica, tem uma dimensão política, na medida em que a busca pela felicidade individual pode tirar a atenção das pessoas de questões sociais mais amplas e da necessidade de agir para aprimorá-las.

"Num mundo que valoriza a eficiência, há pouco espaço para o sofrimento e para a dor"
A tristeza tornou-se um sentimento intolerável na nossa sociedade? Acredito que ainda não chegamos a esse ponto, mas de fato existe uma impaciência crescente em relação à tristeza. É como se houvesse menos tolerância em relação à amplitude natural das emoções humanas. Nummundo que valoriza a eficiência e o trabalho frenético, há pouco espaço para o sofrimento e para a dor. A tristeza profunda provoca, biologicamente, uma necessidade de recolhimento. Ela pode fazer com que você não queira trabalhar por uns dias, ou não queira ver seus amigos por algumas semanas, e isso é considerado indesejável. Acredita-se que as emoções não podem atrapalhar os papéis profissionais ou familiares de uma pessoa. Quando isso acontece, existe uma tendência de rotular esse comportamento como doença – ainda que o sofrimento tenha sido provocado por um fator específico, como a perda de alguém querido, de um relacionamento importante, de um emprego ou de um bem material, por exemplo. A psiquiatria passou a rotular quase todo tipo de tristeza como depressão, e as pessoas tornaram-se ultrasensíveis em relação aos sentimentos negativos. Muitas recorrem aos antidepressivos ao primeiro sinal de angústia.Como não confundir tristeza com depressão? A depressão é um quadro clínico no qual o sofrimento não tem nenhuma relação com o contexto que a pessoa está vivendo, ou no qual sua resposta emocional é completamente desmedida em relação ao evento que provocou aquele sentimento. A tristeza normal – que pode ser intensa – é uma resposta natural a um acontecimento real. Essa distinção fundamental não é fácil. Há uma linha tênue entre as duas coisas e sempre haverá casos controversos. O problema é que ela simplesmente não está sendo feita.

Há casos em que a tristeza deva ser tratada com remédios? Eu e meu colega Allan Horwitz não somos radicalmente contra o uso de medicação. Acreditamos que a decisão de usar ou não medicamentos deva ser tomada pelo médico com seu paciente. É possível que o uso de remédios seja apropriado em alguns casos de tristeza, quando o sofrimento é extraordinariamente intenso e a pessoa sente que, se conseguir aliviá-lo um pouco, poderá se tornar mais apta para lidar com aquela situação e reconstruir um determinado aspecto de sua vida. Mas é importante notar, em primeiro lugar, que essas drogas não são tão eficazes para a maioria das pessoas quanto costumamos acreditar. Não é como tomar uma aspirina para a dor de cabeça. Na maioria dos casos, é necessário tentar vários remédios até encontrar um que funcione. Em segundo lugar, os efeitos colaterais são piores do que os anunciados e vão além de alterações na libido. O mais importante, porém, é que a ciência ainda não sabe de que maneira os medicamentos interagem com a tristeza normal. É algo que ainda precisa ser investigado. O problema é que, como a psiquiatria não distingue entre a depressão e a tristeza normal, as pesquisas que vêm sendo feitas ainda não respondem essa questão.

E vcs...o que acham disso?

segunda-feira, 10 de março de 2008

COPIEI DE MILA...RS


Se eu fosse um mês seria... julho
Se eu fosse um dia da semana seria... Sexta-feira
Se eu fosse um número seria... 27
Se eu fosse um planeta seria... Saturno, cheia de anéis...rsrs
Se eu fosse uma direcção seria... Sul
Se eu fosse um móvel seria...uma poltrona ultra confortável
Se eu fosse um líquido seria... água
Se eu fosse um pecado seria... luxúria... rs
Se eu fosse uma pedra seria... Água marinha
Se eu fosse um metal seria... ouro branco..rs
Se eu fosse uma árvore seria... Um ipê rosa
Se eu fosse uma fruta seria... morango
Se eu fosse uma flor seria... hortênsia
Se eu fosse um clima seria... frio
Se eu fosse um instrumento musical seria... piano
Se eu fosse um elemento seria... água
Se eu fosse uma cor seria... rosa
Se eu fosse um animal seria uma... uma libélula
Se eu fosse uma canção seria... All I Want is you, U2
Se eu fosse um estilo de musica seria... árabe misturado com medieval...rs
Se eu fosse um perfume seria... um floral cítrico
Se eu fosse um sentimento seria... amor
Se eu fosse um livro seria... A Casa das Sete Mulheres
Se eu fosse uma comida seria... salada ceasar
Se eu fosse um lugar (cidade) seria... Highlands, Escócia...rs
Se eu fosse um gosto seria... molho barbecue..ácido...rs
Se eu fosse um cheiro seria... de rosa
Se eu fosse uma palavra seria... plenitude
Se eu fosse um verbo seria...viver
Se eu fosse um objecto seria... batom.. rsss
Se eu fosse uma roupa seria... uma lingerie sexy...rs
Se eu fosse uma parte do corpo seria... olhos
Se eu fosse uma expressão seria... mistério
Se eu fosse um desenho animado seria... Penélope Charmosa...rs
Se eu fosse um filme seria... Dirty Dancing(esse eu copiei mesmo...rs....adoroo)
Se eu fosse forma seria... não falo, coisa sem graça...rs
Se eu fosse uma estação seria...inverno
Se eu fosse uma frase seria... "Tudo Vale a pena se a alma não é pequena" Fernando Pessoa

segunda-feira, 3 de março de 2008

CHEMISE


Vestido jeans estilo chemise, tamanho 40/42, totalmente outono inverno 2008!
Da Company, lembram dela?
rs
Por 35,00+frete e ele é todinho seu...
E aí...vai?

YES BRAZIL




Essa peça aí é bem versátil: é uma bata/colete/bolero bem retrô, estampa com anjinhos, flores, rosas, etc...
100% viscose, muito macia, gostosa no corpo
Vc pode usar com ribana, colocar um cinto largo, ou simplesmente vesti-la sozinha...
18,00 +frete e é toda sua!

VESTIDO FASHION





Esse aí é um vestido da marca FOLIC, tamanho 39, mas é stretch, veste um 4o mignon...rs
Muito sexy nas costas, como vcs podem ver...
Todo forrado em cetim vermelho
Por 30,00 + frete ele pode ser seu...quer?

quinta-feira, 28 de fevereiro de 2008

METAMORFOSE AMBULANTE...

No ano da cirurgia, em julho de 2007 eu tava assim...operei em outubro...acho que mudei né...

Agora estou assim, mas ainda mudando...rs...não sei onde issso tudovai parar, nem a loirice nem a mudança...rsrssrsrsr

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2008

Gentem, Lu me mandou por email e resolvi publicar minhas respostas a quem interessar...rrsrsrsrsrssrsr


1. Que horas acordou hoje de manha? 10:12
2. Diamantes ou perolas? Diamantes
3. Qual foi o ultimo filme que assitiu no cinema? Attonement
4. Qual e' o seu show de televisao favorito? 24hrs
5. O que voce come de cafe da manha? Uma fatia de pão e café descafeinado com leite desnatado
6. Qual e' o seu nome do meio? Leal de Carvalho
7. Quais comida nao gosta? Odeio cozido
8. Qual e' o seu CD favorito do momento? O novo dos Backstreet Boys
9. Que tipo de carro dirigi? Um Gol envenenado...rs
10.Qual seu sanduiche favorito? Pão árabe com qq recheio...rs
11. Qual caracteristica voce destesta? Gente falsa
12. Qual e' sua peca de roupa favorita? ihhhhhhhhhhh....
13. Qual e' sua peca de joia favorita? Anel e brinco
14. Se voce pudesse ir a qualquer lugar do mundo, onde iria? Itália
15. Qual e' a cor do seu banheiro? Um ocre ridículo que vou mudar assim que der
16. Qual e' a sua marca de roupa favorita? Qualquer uma que caia bem em mim
17. Onde voce vai passar depois da aposentadoria? Em Teresópolis, com toda certeza
18. Qual foi seu aniversario que mais te marcou? Esse ano
19. Qual e' o seu esporte favorito? Nem sei, não sou muito fã
20. Qual e' o lugar mais longe pra onde esta mandando esse email? Não tô mandando, tô postando no blog..rs
21. Quem voce nao espera responder esse questionario? Se alguém comentar, tá bom..rs
22. De qual pessoa espera receber esse questionario de volta? No one
23. Frase, palavra ou giria favorita? Sei lá
24. Quando e' seu aniversario? 27 de janeiro
25. Voce prefere o dia ou a noite? Noite
26. Qual e' o tamanho do seu sapato? 37 ou 38
27. Tem algum animal? 2 cães e 4 gatos
28. TEm alguma novidade pra contar? Hum, acho que hj não...
29. O que voce queria ser quando crescer? Médica geneticista
30. O que voce e' hoje? Dona de brechó...hahahahaahahahaha
31. Qual e' o seu doce favorito? Pavê
32. Qual e' a sua flor favorita? Rosas
33. Que dia do ano esta ansiosa pra que chegue logo? Não sei
34. Qual e' o seu nome todo? Maria Cristina Leal de Carvalho Viegas
35. O que esta escutando no momento? Inconsolable, Backstreet Boys
36. Qual foi a ultima coisa que comeu hoje? Um pedacin de cuscuz diet
37. Voce faz pedido a uma estrela cadente? Quem não fez, né...
38. Qual sua cor preferida? Não tenho cor predileta
39. Como esta o tempo agora? Abafado
40. Qual seu refrigerante favorito? Coca cola
41. Qual seu restaurante favorito? Gosto da Buonasera, do Ícaro, Trattoria, e por aí vai....
42. Qual e' a cor do seu cabelo? Muitas...hahaahahha
43. Tem irmaos? Sim, dois mais velhos que eu
44. Dia favorito do ano? Meu aniversário
45. Qual era seu brinquedo favorito quando crianca? Não lembro...deve ser algum trauma de infância...rs
46. Verao ou Inverno? Invernooooooooooooo
48. Cafe ou cha? Nenhum dos dois
49. Chocolate ou baunilha? Chocolate
50. Voce quer que seus amigos te email de volta? Como não mandei, não espero isso
51. Quando foi a ultima vez que chorou? Ontem
52. O que esta debaixo de sua cama? Umas poeirinhas só
53. Quem e' seu amigo de mais tempo? Não sei
54. O que fez ontem a noite? Vi os Academy Awards
55. Cheiro favorito? De serra
56. De que tem medo? Violência
57. Coisas doces ou salgadas? Salgadas
58. Quantas chaves tem no seu chaveiro? 4
59. Quantos anos trabalha no seu emprego atual? Meu pequeno negócio vai fazer 5meses
60. Dia favorito da semana? Sabado
61. Em quantas cidades ja morou? Já morei em tanta casa que nem me lembro mais...rs
62. Voce faz amizades rapidamente? Atualmente estou um pouco mais aberta, porque sempre fui muito seletiva e fechada
63. Pra quantas pessoas esta mandando esse questionario? Ninguém
64. Quantas vao responder? Acho que as mesmas de cima...rs

Ai, adoreiiiiiiiiiiiiiiiiiii!!!!!!

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2008

O QUE FAZER ????


Arrumação de casa é sempre chato...Deixar nosso doce lar em ordem continuamente não é fácil, mas é possível. Pode acreditar.

Claro que não se coloca tudo no jeito de uma hora pra outra, nem de um dia pro outro. Mas isso é no início, depois a gente se acostuma a colocar as coisas automaticamente no lugar, sem neurose.

Perdemos o controle da nossa bagunça justamente porque a nossa preguiça de devolver aquele objeto ao seu lugar nos faz procrastinar...rsrs...credo, palavra horrorosa...rssrsr

Por isso, uma coisa pra manter nosso canto feliz e satisfeito (é isso mesmo...vcs sabiam que uma casa reclama da desordem??? rssrs...louca eu) é preciso organização, paciência e persistência, pois muitos objetos ganham vida própria e teimam em sair de seus lugares, e o pior, nos usam ao seu belprazer sem que percebamos isso...rs

Mas, brincadeiras à parte, todos sabemos que a bagunça irrita : irrita a gente, quem vive com a gente, nossos bichos, e deixam nossa vida interna em total estado de desrodem tb. É isso mesmo. Quanto já ouvimos falar que o nosso exterior é apenas um relexo do que se passa conosco internamente...Claro que não somos monges, vivemos uma vida estressada, com problemas financeiros, uma correria que nem sempre nos deixa ter o prazer que precisamos com as pequenas coisas. Então o que fazer? Desistir? Deixar nosso larzinho virar um muquifo??? Nãããoooo, não mesmo.

Primeiro: tente ao máximo colocar de volta em seu lugar o que vc acabar de utilizar...isso requer prática, a gente vai aprendendo e com o tempo se torna natural. Se vc usou a tesourinha de unha, devolva pra seu estojo de manicure ou onde quer que a guarde. A louça em cima da pia já tá seca? Guarde tudo pra ela não voltar suja pra dentro da pia meia hora depois. Chegou em casa e trocou de roupa ou foi tomar banho? Saiba que a roupa não se joga sozinha no cesto ou no armário, ela é preguiçosa e tb gosta de ver "as modas"...

Acabou de lanchar? Então porque o pote de manteiga , o presunto e o requeijão vão ficar até o lanche da noite na mesa? Vc quer morrer de butolismo??? Guarde na geladeira...e, ah...tire a toalha da mesa em seguida...rs

Um campo minado aqui em casa é a mesa da sala...ela vira cabide, aparador de chaves, carteiras e afins, estante de livros lidos pela metade constantemente...não tem jeito...quando me deparo com isso, tiro as minhas tralhas e digo pra cada um fazer o mesmo, ou se estou sozinha, vou guardando mesmo.

Sei que esse assunto parece coisa de "amélia" ou de quem não tem nada melhor pra fazer, mas todos temos nossas agitadas rotinas e se além disso ainda vivermos em meio ao nosso próprio lixo, vamos com o tempo nos tornar infelizes...nossa energia vital precisa circular no nosso lar.

Bom, nem sei porque me estendi tanto...rs...foi mal...rs

Bjuxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

AI AI...

Uma imagem vale mais que mil tagarelices..rs

TÔ MORRTAAAAAAAAA...RSRSSR


Gentem , que dor é essaaaaaaaaaaa????
Parece que caiu um trem em cima de mim...ai...tudo dói depois de ontem na "cademia"...rsrs...nem fui hj, não deu...
Sabe aquela dor total no corpo quando a gente tá bem gripada? Pois é...
Hj não deu, os fanáticos por ginástica que me perdoem, , mas dar um tempo pros músculos é fundamental..rs...
Por hj vou ficar só com meu brexhó, que é o que tenho pra fazer, e se pudesse, nem abriaaaaaaaaa, mas preciso, né...xôôôô preguiçaaaaa "marditaaaa"...hahahahahaahaha
Bjux, meu fá clubeeeeeeeeeeeee

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2008

ZZZZZZZZZZZZ...

Aiiiiiii, que sono...sono...sono...rsrrsrs
mas tenho que ir pra academia...sono...sono...sono...zzzzzzzzzzzzzz...

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2008

CAIXA DE COSTURA









Essa foi uma encomenda que recebi, e fiz com muito carinho.
Caixa toda em decoupáge, motivo japonês em ideograma e flores...
Divisórias pra ser bem prática.
Eu ameiiiiiiiiiiiiii...

BRILHOS...VENDIDO!!!!!



Bolero novo, sem uso, todo salpicado de vidrilhos e com paetês dourados e marrons na cintura, que é amarrada com fita de gorgurão.
Estilo toalmente retrô!
A Giulliana amou e comprou!!!!!

CONFORTO







Mule mistura de jeans e couro, usada mas ótima como se pode ver, tamanho 36.
Precinho suave: 15,00 mais 0 frete por conta do cliente.
Entrego tudo limpinho e bonitinho.