terça-feira, 9 de janeiro de 2007

Despedida de Nino


Essa figurinha aí foi meu por 6 meses...
Chegou aqui pra ficar por dois dias, só de passagem, mas a pessoa desistiu e ele foi ficando.
Já tava claro que eu não podia ficar com ele, pois já com dois cachorros e duas gatas eu não podia ter mais bicho...
E eu sempre com isso emmente fiquei seis meses tentando arrumar uma boa pessoa pra ficar com ele, um bichon frisè de um ano altamente sapeca...
Foi uma grande pena ter que me desfazer dele, mas o meu outro macho, um poodle metido a besta chamado Jack, não se adaptou com ele e as brigas de arrancar sangue eram constantes...foi se tornando um enorme estresse pra todos...Jack, que era um doce, foi se tornando agrassivo, irritado, ficava doente toda hora...e Nino nem aí pra isso...rsrsrs
Ma so fato é que consegui uma pessao mais ou menos próxima que se apaixonou por ele (eu tentei a todo custo não me apegar, mas não consegui...) e ontem passou aqui pra buscá-lo.
Hj a casa tá mais vazia, não vejo mais ele pulando que nem um coelho doido pelo quintal, voltou à calma de antes...ai ai...meio vazio....
Mas sei que foi a melhor coisa.
Nino, a mamãe aqui te ama e vc vai fazer muita falta!

2 comentários:

Mila Viegas disse...

A gente fica com o coração em pedaços, mas... tem horas que não podemos fazer muita coisa!
Ele é um fofo mesmo!

Lucia Stevenson disse...

Tadinho dele! Pelo menos voce achou alguem que confia pra tomar conta do seu cachorrinho. Eu quase morri tendo que deixar o Peanut na casa de uma amiga da Laura e Laura ate me ligou chorando antes da viagem. Ela foi pega-lo na Terca e ele quase morreu quando a viu. Gostaria de poder te-lo visto antes de voltar pra casa, mas nao deu. Estou morrendo de saudades. A gente se apega tanto a esses bichinhos, ne?