quinta-feira, 23 de março de 2006

Achamos que às vezes somos peixes fora d'água, ou nadando por correntezas que nos são estranhas..... Perdemos horas numa não-aceitação de nós mesmos, pensando que talvez fosse melhor sermos como todo mundo. Mas devemos refletir se a nossa diferença não é exatamente aquilo que diz quem somos e, ao invés de nos depreciarmos achando que somos como alguém que não pertence ao mundo, devemos cultivar uma diferença cativante, apaixonante.....
Não devemos ficar presos ao que o mundo espera de nós, mas o que podemos dar a ele, o que podemos acresentar de existência sem violentar a nossa essência....
É isso. Por hoje.

2 comentários:

Lucia Stevenson disse...

Cris,

passei por uma fase assim, achando que nao servia e que tinha que ser igual aos outros. Ate que me toquei que nao vou mudar meu jeito de ser por ninguem, que gosto de mim e me sinto orgulhosa por ser a pessoa que sou. As poucos cada um vai descobrindo seus verdadeiros talentos, e o que tem a oferecer e adicionar nesse mundo. As vezes a jornada e' tao gostosa e interessante quanto o final do caminho...

Mila Viegas disse...

É isso aí!!!!! Falei e disse...
Leleteeeeeeeeeeeeeeee
Coloca foto nesse bloggggggggg!!!